PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Lucro da Usiminas salta 679%, mas 4º tri decepciona; qual impacto na ação?

Alexandre Mota/Reuters
Imagem: Alexandre Mota/Reuters
Conteúdo exclusivo para assinantes

Felipe Bevilacqua

15/02/2022 08h55

O balanço do quarto trimestre da siderúrgica Usiminas decepcionou o mercado e derrubou as ações da companhia, apesar do bom resultado em 2021 como um todo. O que se pode esperar dos papéis?

Confira a seguir o comentário de Felipe Bevilacqua, analista e sócio-fundador da casa de análise Levante Ideias de Investimento, sobre o tema. Todos os dias, Bevilacqua traz notícias e avaliações de empresas de capital aberto para você tomar as melhores decisões de investimento. Este conteúdo é acessível para os assinantes do UOL. O UOL tem uma área exclusiva para quem quer investir seu dinheiro de maneira segura e lucrar mais do que com a poupança. Conheça!

A Usiminas (USIM5) divulgou seu resultado referente ao quarto trimestre de 2021 na última sexta-feira (11), fechando o ano com lucro líquido acumulado de R$ 10,1 bilhões - um salto de 679% na comparação com o ano anterior.

Entretanto, o desempenho da companhia no quarto trimestre decepcionou o mercado, especialmente na comparação com o trimestre anterior.

A receita líquida do trimestre foi de R$ 8,05 bilhões, queda de 11% em relação ao 3T21, tendo sido prejudicada principalmente pela queda do volume de aço comercializado no mercado doméstico.

Como resultado deste fenômeno, a receita obtida pela companhia no mercado interno caiu 23%, enquanto a receita obtida no exterior cresceu 52%. A Usiminas comercializou 4,8 milhões de toneladas de aço no ano, o maior volume desde 2013.

O Ebitda - lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização - ajustado da companhia fechou o trimestre em R$ 2,50 bilhões, queda de 14,8% em relação ao trimestre anterior, com uma margem de 30,5%, ante 32% no 3T21.

Além disso, a Usiminas contou com efeitos não recorrentes positivos que somaram R$ 619 milhões no quarto trimestre, sem os quais o Ebitda da empresa teria sido de R$ 1,8 bilhão. O indicador veio abaixo da mediana das projeções do mercado, e frustrou expectativas.

Por fim, a Usiminas reportou lucro líquido de R$ 2,48 bilhões no quarto trimestre, o que equivale a um crescimento de 30% na comparação anual. Além disso, para 2022, a companhia projeta investimentos de R$ 2,05 bilhões.

Levando todos esses fatores em consideração, esperamos impacto negativo no preço das ações do Usiminas no curto prazo, enquanto o desempenho dos papéis ao longo do ano deve depender do nível de preço do minério de ferro, dos custos envolvidos na produção de aço e da demanda pelo insumo no mercado doméstico.

No pregão de sexta-feira, após a divulgação dos resultados, os papéis USIM5 fecharam em queda de 7,45%, cotados a R$ 15,53.

Este material foi elaborado exclusivamente pela Levante Ideias e pelo estrategista-chefe e sócio-fundador Rafael Bevilacqua (sem qualquer participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco . Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.