PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Balanço da Cosan traz bom desempenho da Raízen e resultados fracos da Rumo

Conteúdo exclusivo para assinantes

Felipe Bevilacqua

22/02/2022 08h47

A holding Cosan, dona de empresas como Raízen, Rumo, Compass e Moove, divulgou seu balanço. Qual o impacto dos números nas ações da empresa?

Confira a seguir o comentário de Felipe Bevilacqua, analista e sócio-fundador da casa de análise Levante Ideias de Investimento, sobre o tema. Todos os dias, Bevilacqua traz notícias e avaliações de empresas de capital aberto para você tomar as melhores decisões de investimento. Este conteúdo é acessível para os assinantes do UOL. O UOL tem uma área exclusiva para quem quer investir seu dinheiro de maneira segura e lucrar mais do que com a poupança. Conheça!

A Cosan (CSAN3), holding que possui participação em empresas como Raízen (RAIZ3), Rumo (RAIL3), Compass e Moove, divulgou, na sexta-feira (18), seus resultados referentes ao quarto trimestre de 2021. Os números vieram mistos, e desagradaram os investidores, apesar do bom desempenho da companhia no ano.

O lucro líquido ajustado da holding somou R$ 411,2 milhões no trimestre, o que corresponde a uma alta de 58,5% na comparação anual.

O destaque positivo do balanço foi o forte resultado da Raízen, empresa de energia com forte atuação na produção de açúcar e etanol, que reportou lucro líquido ajustado de R$ 1,21 bilhão no terceiro trimestre do ano-safra 2021/2022.

A companhia foi favorecida por uma forte recuperação do segmento de Marketing e Serviços, que engloba as operações de postos de combustível com a bandeira Shell, com avanço no Ebitda ajustado de 35%.

A Rumo, empresa do setor de transporte ferroviário que atua no transporte de produtos do agronegócio do interior para os portos do país, foi a grande decepção do período, com prejuízo líquido de R$ 384 milhões no quarto trimestre de 2021, revertendo o lucro líquido de R$ 3 milhões obtido no 4T20.

O balanço da Rumo foi prejudicado pela quebra da safra do milho, ou seja, uma colheita significativamente mais fraca do que o esperado, e pelo aumento dos preços dos combustíveis.

A distribuidora de gás Compass e a produtora de lubrificantes Moove apresentaram resultados alinhados com as projeções.

Como a Raízen e a Rumo já haviam divulgado previamente seus resultados, as ações da Cosan já reagiram de acordo, caindo quase 5% na sexta-feira. Sendo assim, acreditamos que o impacto do balanço já foi absorvido pelos papéis da companhia.

No pregão de segunda-feira (21), os papéis da Cosan fecharam em queda de 2,67%, cotados a R$ 21,18.

Este material foi elaborado exclusivamente pela Levante Ideias e pelo estrategista-chefe e sócio-fundador Rafael Bevilacqua (sem qualquer participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco . Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.