PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Carrefour surpreende mercado e inaugura com pé direito resultados do varejo

Cristi Croitoru/Getty Images
Imagem: Cristi Croitoru/Getty Images
só para assinantes

Rafael Bevilacqua

28/07/2022 09h36

O Grupo Carrefour Brasil (CRFB3), uma das maiores redes de varejo alimentar do país, divulgou seus resultados referentes ao segundo trimestre de 2022 na noite de terça-feira (26). A companhia reportou números sólidos, além da inclusão dos ativos adquiridos do Grupo BIG no balanço.

Confira a seguir o comentário de Rafael Bevilacqua, estrategista-chefe e sócio-fundador da casa de análise Levante Ideias de Investimento, sobre o tema. Todos os dias, Bevilacqua traz notícias e avaliações de empresas de capital aberto para você tomar as melhores decisões de investimento. Este conteúdo é acessível para os assinantes do UOL. O UOL tem uma área exclusiva para quem quer investir seu dinheiro de maneira segura e lucrar mais do que com a poupança. Conheça!

As vendas consolidadas do Carrefour Brasil, incluindo as vendas do BIG no mês de junho, atingiram R$ 26,5 bilhões no trimestre, o que equivale a um crescimento de 35,6% na comparação com o mesmo período de 2021. Excluindo a participação do Grupo BIG, as vendas consolidadas atingiram R$ 24,5 bilhões, um aumento de 25,5% na comparação anual.

As despesas da companhia, por sua vez, cresceram 28%, principalmente em virtude do plano de expansão do Atacadão, divisão de atacado e atacarejo do grupo. Foram inauguradas seis lojas atacarejo no segundo trimestre, encerrando o período com 258 lojas desse segmento e 33 estabelecimentos de atacado. Para o segundo semestre deste ano, o grupo planeja a abertura de mais 12 lojas do Atacadão.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) cresceu 24,5% na comparação com o segundo trimestre de 2021, somando R$ 1,7 bilhão. Por fim, o lucro líquido consolidado do Carrefour Brasil foi de R$ 600 milhões, crescimento de 1,3% com relação ao mesmo período do ano anterior.

A estratégia de expansão da empresa tem um custo elevado, mas os resultados estão sendo melhores do que o esperado. As dívidas atingiram R$ 13,7 bilhões em junho, R$ 5,8 bilhões acima da dívida total de um ano antes, explicados principalmente pela aquisição do Grupo BIG. Dessa forma, a dívida líquida encerrou junho em R$ 17 bilhões incluindo aluguéis e recebíveis descontados, o que corresponde a 2,7 vezes o Ebitda ajustado.

O Carrefour Brasil apresentou números robustos e acima do consenso nas principais linhas, com forte crescimento das vendas em mesmas lojas e Ebitda recorde para um segundo trimestre, além de margens resilientes.

Os números são resultado do crescimento expressivo em todas as unidades de negócios da companhia, com destaque mais uma vez para o crescimento das vendas do Atacadão e do Carrefour Varejo, beneficiados pela sólida performance na categoria de alimentos, que mostraram um crescimento expressivo apesar do cenário de inflação elevada.

Com uma performance acima das estimativas no segundo trimestre, esperamos um impacto positivo nas ações do Carrefour no curto prazo. O resultado da empresa inaugura com o pé direito a temporada de resultados do setor de varejo alimentar.

As ações do Carrefour fecharam em alta de 7,28% na quarta-feira, cotadas a R$ 17,98.

Este material foi elaborado exclusivamente pela Levante Ideias e pelo estrategista-chefe e sócio-fundador Rafael Bevilacqua (sem qualquer participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco . Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.