PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

5 crenças que talvez você tenha e limitem seu sucesso financeiro

Uma das crenças diz que pessoas ricas são aproveitadoras e más - Getty Images/iStockphoto
Uma das crenças diz que pessoas ricas são aproveitadoras e más Imagem: Getty Images/iStockphoto

Letícia de Andrade

25/03/2022 04h00

Diariamente lidamos com limites impostos pela sociedade ou pelo mercado. Cabe a nós questioná-los, buscar soluções ou alternativas. Mas existem também limites que nós mesmos acreditamos e alimentamos ao longo da vida: as nossas crenças. Temos crenças positivas que nos motivam ("eu posso", "eu consigo", "eu sou amado"); como também aquelas que nos limitam ("isso não é para mim"). As limitantes dificultam ou mesmo impedem de seguirmos atrás dos nossos objetivos.

Como a maioria dos nossos desejos precisam de algum dinheiro para serem concretizados, existem diversas crenças limitantes relacionadas a finanças. Apesar de serem falsas, seus efeitos sobre a nossa saúde financeira são bem reais. Abaixo, confira cinco crenças limitantes sobre o dinheiro que mais ouvimos por aí e como acabar com elas.

1. "Meu destino é ser pobre"

Antigamente, na época colonial, a sociedade era dividida em castas. Seguindo um modelo hereditário, se você nascesse filho de um sapateiro, sapateiro você seria. Hoje vivemos numa sociedade onde temos mais mobilidade social e liberdade econômica. Não há mais a exigência de ser, necessariamente, o que nossos pais, avós ou tios foram ou são.

A crença de que a pobreza é um destino não se sustenta nos tempos modernos. Aliás, será que existe mesmo essa coisa de destino? Quantas pessoas você conhece que já melhoraram sua vida financeira ao longo da vida? Provavelmente ainda tenham muito a melhorar, mas já houve alguma evolução.

Se outra pessoa conseguiu melhorar financeiramente, por que você não conseguiria? Na vida nada é permanente. Diariamente tomamos decisões que podem mudar o rumo de nossas trajetórias. Por que com você seria diferente?

Então a crença positiva seria: "Meu destino sou eu quem construo".

2. "Não sou jovem (ou inteligente) o suficiente para ter dinheiro"

Talvez o fato de a pessoa ser mais jovem, inteligente, bonita ou estudada até possa ajudá-la a ganhar mais dinheiro em algum momento. Mas essas características não são fatores determinantes para isso.

Basta observar um pouquinho para encontrar pessoas que ficaram ricas depois de certa idade. E até pessoas ricas com pouco estudo, mas que souberam explorar alguma oportunidade —isso quando não foram elas mesmas que criaram suas próprias oportunidades. No mesmo sentido, não é raro encontrar pessoas que estudaram muito, mas financeiramente estão em apuros.

Logo, a crença positiva é: "Eu encontro soluções para conquistar o que desejo".

3. "Dinheiro traz problemas"

A vida é feita de pequenos problemas. Onde morar, o que almoçar, qual roupa usar, qual ônibus pegar... De verdade, não existe a ausência de problemas na vida.

Ter muito dinheiro traz, sim, alguns problemas com relação à administração e à própria segurança. Mas não ter dinheiro significa não ter problemas? O que seria melhor: ter problemas por não ter dinheiro ou ter problemas por ter dinheiro demais?

Neste caso, a crença positiva é: "Eu resolvo meus problemas".

4. "Pessoas ricas são aproveitadoras e más"

Acreditar nessa quarta crença aqui listada é dar ao dinheiro o poder de transformar o caráter das pessoas. Mas será que o dinheiro tem mesmo esse poder? Ou será que ele apenas dá segurança para que a pessoa mostre seu verdadeiro caráter?

Existem pessoas pobres e malvadas, e pessoas ricas e bondosas. Portanto, o problema seria o dinheiro ou as pessoas?

Aqui a crença positiva é: "Riqueza não é sinônimo de caráter".

5. "Dinheiro é sujo"

Quem nunca ouviu que "dinheiro é sujo", não é mesmo? A origem dessa crença se baseia no fato de que o dinheiro em espécie ficava passando de mão em mão e acumulando bactérias. Então, em alguma medida, isso tem sentido. Porém, cada vez mais rapidamente o dinheiro está se tornando digital.

Hoje em dia a maior parte do dinheiro só passa pela conta bancária, pois ele não é mais físico. São diversos os instrumentos de pagamento disponíveis em que sequer vemos o dinheiro literalmente, como Pix, cartão de débito e crédito, transferência bancária, entre outros tantos.

Atualmente, a pessoa só tem dinheiro físico na mão se fizer questão. Caso contrário, o dinheiro que fica no banco ou na corretora é sinônimo de agilidade e liberdade.

Portanto, a crença positiva é: "O dinheiro te dá liberdade".

Sucesso financeiro

Existem muitas outras crenças limitantes sobre o dinheiro que impactam nossa vida de modo decisivo. A forma mais eficaz de acabar com elas —ou no mínimo enfraquecê-las— é falando sobre elas. Assim conseguiremos destravar nosso sucesso financeiro.

As opiniões emitidas neste texto são de responsabilidade exclusiva da equipe de Research do PagBank e elaboradas por analistas certificados. O PagBank PagSeguro e a Redação do UOL não têm nenhuma responsabilidade por tais opiniões. A única intenção é fornecer informações sobre o mercado e produtos financeiros, baseadas em dados de conhecimento público, conforme fontes devidamente indicadas, de modo que não representam nenhum compromisso e/ou recomendação de negócios por parte do UOL. As informações fornecidas por terceiros e/ou profissionais convidados não expressam a opinião do UOL, nem de quaisquer empresas de seu grupo, não se responsabilizando o UOL pela sua veracidade ou exatidão. Os produtos de investimentos mencionados neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão preencher o questionário de suitability para a identificação do seu perfil de investidor e da compatibilidade do produto de investimento escolhido. As informações aqui veiculadas não devem ser consideradas como a única fonte para o processo decisório do investidor, sendo recomendável que este busque orientação independente e leia atentamente os materiais técnicos relativos a cada produto. As projeções e preços apresentados estão sujeitos a variações e podem impactar os portfolios de investimento, causando perdas aos investidores. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de resultados futuros. Este conteúdo não deve ser reproduzido no todo ou em parte, redistribuído ou transmitido para qualquer outra pessoa sem o consentimento prévio do UOL.

Especialistas em finanças ajudam você a poupar e a escapar de erros comuns para quem quer construir um patrimônio. Tenha informações que auxiliam você a tomar decisões sobre investimentos e aproveite melhor as oportunidades disponíveis no mercado