PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Como um meme virou uma criptomoeda? Veja se vale a pena investir

Exclusivo para assinantes UOL

Carolina Pulice

Colaboração para o UOL, em São Paulo

01/05/2021 04h00

A criptomoeda dogecoin, inspirada em um meme da internet, tem ganhado cada vez mais espaço no mercado e a atenção de investidores do mundo todo. A moeda dobrou o seu valor após o fundador da Tesla, Elon Musk, compartilhar no seu perfil de Twitter, no último dia 15, uma pintura de um cachorro olhando para a lua, do artista espanhol Joan Miró. Na legenda, Musk disse que o cão era um "Doge latindo para a lua".

De lá para cá, a moeda que já estava ganhando destaque cresceu ainda mais. Assim como as empresas na Bolsa, as criptomoedas também têm valor de mercado. No caso da dogecoin, esse valor cresceu 468% em um mês e 12.500% em um ano. Considerando a cotação, contudo, a moeda ainda vale pouco —segundo o CoinMarket Cap, ela operou na sexta-feira (30) abaixo dos R$ 2. O valor é bem menor que o da maior criptomoeda do mundo, o bitcoin, que vale hoje cerca de US$ 54 mil, ou da ethereum, que vale atualmente cerca de US$ 2 mil.

O valor é menor por conta da maior quantidade de moedas circulando por aí. Enquanto o bitcoin tem um número limitado de moedas - até o momento pouco mais de 18 milhões -, a dogecoin já tem 129 bilhões de moedas circulando e vai disponibilizar novos blocos a cada ano. Apesar disso, e considerando seu valor de mercado, a criptomoeda é considerada promissora, mas será que vale o investimento? Veja o que dizem analistas consultados pelo UOL.