PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Preços de minérios e grãos podem beneficiar empresas na Bolsa; saiba quais

Entre as commodities, os grãos devem se beneficiar com o aumento nos preços - Roberto Samora
Entre as commodities, os grãos devem se beneficiar com o aumento nos preços Imagem: Roberto Samora
Conteúdo exclusivo para assinantes

Vinicius Pereira

Colaboração para o UOL, em São Paulo

30/08/2021 04h00

A possibilidade de um novo ciclo de alta das commodities animou investidores nos últimos meses, quando o arrefecimento da crise causada pela covid-19 fez países voltarem a investir em infraestrutura —elevando a procura por matérias-primas como minério, petróleo e grãos. Essa busca maior ajudou empresas desses setores listadas na Bolsa de Valores, como Vale e Petrobras.

Agora, com a correção dos preços desses produtos nas últimas semanas, as empresas ligadas às commodities também se desvalorizaram na Bolsa e, como representam cerca de 38% do Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, também ajudaram a empurrar toda a Bolsa ora para baixo, ora para cima. O ciclo de alta das commodities terminou? É hora de comprar ou de vender ações dessas empresas? Veja abaixo o que disseram analistas ouvidos pelo UOL.

Queda no preço das commodities deve continuar, dizem analistas

Segundo especialistas, a queda do preço das commodities nas últimas semanas deve continuar no curto prazo, mas isso não é sinal de que o novo "boom" tenha encerrado.

"O boom não passou. Lá por volta de junho, alguns dados vieram à tona, com a explosão da variante delta, e fizeram com que o mercado pensasse que a coisa não estava tão bem quanto era esperado. Com isso, o preço das commodities, que já estava alto, aliado a uma intervenção da China, começou a corrigir", diz Sidney Lima, analista da Top Gain.

Pela ligação direta com a retomada da economia, os preços das commodities ficam mais expostos ao aumento do número de casos de covid-19 e às restrições à mobilidade. Dessa forma, conforme a expectativa de uma retomada da vida normal (e da economia) sobe, os preços das commodities também acompanham esse aumento.

Preço dos grãos sobe, e dos minérios cai

"Existem muitas commodities, mas existe uma coisa comum entre elas, que é variar de acordo com os ciclos da economia", afirma Filipe Ferreira, diretor da Comdinheiro.

Segundo ele, há atualmente dois ciclos diferentes: enquanto o minério está em queda, o preço dos grãos só sobe e deve beneficiar outras empresas, apesar das últimas semanas de prejuízo.

"Vimos recentemente uma esticada nos preços de grãos e do milho. Então temos a Bolsa respondendo a esses dois incentivos de forma diferente. Mas isso é cíclico e vem muito da ponta da demanda", diz Ferreira.

Que empresas na Bolsa ganham com isso?

Para o especialista Aldo Filho, da Aware Investments, ainda está por vir um importante ciclo de alta para todo o setor de commodities, que poderá ser visto com a retomada da economia e, por isso, as empresas desse segmento deverão ser beneficiadas.

Filho cita Vale, Petrobras, Marfrig, CSN, Gerdau, SLC e Brasil Agro como as preferidas desse segmento na Bolsa. De acordo com ele, a queda recente pode abrir uma oportunidade de compra para os papéis, visando o longo prazo.

"Com esta desvalorização do mercado recentemente, podemos estar diante de uma interessante oportunidade de investimento", afirma.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.

PUBLICIDADE