PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

Veja o passo a passo para investir até 50% do FGTS na Eletrobras

Como escolher um dos fundos criados para aplicador comprar ações da Eletrobras com dinheiro do FGTS - Divulgação
Como escolher um dos fundos criados para aplicador comprar ações da Eletrobras com dinheiro do FGTS Imagem: Divulgação
só para assinantes

João José Oliveira

Do UOL, em São Paulo

03/06/2022 04h00Atualizada em 06/06/2022 17h33

Começa nesta sexta-feira (3) e vai até o próximo dia 8 o período de reservas para quem tem interesse em comprar ações da Eletrobras que o governo está vendendo para privatizar a maior companhia de eletricidade do país. O trabalhador poderá usar até 50% do saldo das contas que possui no FGTS para participar dessa rodada de investimentos.

Mas quem usar o fundo para entrar nesse negócio terá que fazer isso por meio de fundos de investimentos, criados para essa finalidade apenas, como já ocorreu duas vezes anteriormente, para ações da Petrobras, em 2000, e da Vale, em 2002. Várias instituições financeiras já criaram os fundos de investimento Eletrobras para que clientes possam transferir parte do saldo do FGTS para comprar as ações. Veja abaixo como escolher um desses fundos.

Fundos Eletrobras criados até 27/5, com suas taxas de administração:

  • Daycoval Eletrobras FMP FGTS: 0%
  • Safra Eletrobras FMP FGTS: 0,15%
  • Safra Migração Eletrobras FMP FGTS: 0,15%
  • Guide Eletrobras FMP FGTS: 0,15%
  • BTG Pactual Reference Eletrobras FMP FGTS: 0,20%
  • Caixa Eletrobras FMP FGTS: 0,20%
  • Caixa Migração Eletrobras FMP FGTS: 0,20%
  • Genial Eletrobras FMP FGTS: 0,20%
  • Genial Migração Eletrobras FMP FGTS: 0,20%
  • Itaú Eletrobras FMP FGTS: 0,20%
  • Itaú Migração Eletrobras FMP FGTS: 0,20%
  • BB Eletrobras FMP FGTS: 0,20%
  • BB Migração Eletrobras FMP FGTS: 0,20%
  • XP Eletrobras FMP FGTS: 0,20%
  • XP Migração Eletrobras FMP FGTS: 0,20%
  • Santander Eletrobras FMP FGTS: 0,20%
  • Santander Migração Eletrobras FMP FGTS: 0,20%
  • Bradesco Eletrobras FMP FGTS: 0,40%
  • Bradesco Migração Eletrobras FMP FGTS: 0,40%
  • Alfa I Eletrobras FMP FGTS: 0,45%
  • Alfa II Migração Eletrobras FMP FGTS: 0,45%
  • BNB Eletrobras FMP FGTS: 0,45%

Fonte: Plataforma de dados e informações financeiras Quantum Finance

Em meio à forte competição, alguns bancos e corretoras vêm reduzindo as taxas de administração nos últimos dias. Até quarta-feira (1º), as alíquotas iam de 0% a 0,50%; nesta sexta (3), chegam a 0,45%, com a maior parte delas na faixa de 0,20%. Os valores ainda podem mudar de novo nos próximos dias.

Pelo lado do investidor, ter taxa zero é importante para que ele tenha todo o benefício da oferta, com mínimo custo possível. E, do nosso lado, a gente acha que é válido abrir mão da receita porque o investidor pode conhecer a Daycoval, é uma porta de entrada para o cliente conhecer nossa prateleira de produtos.
Roberto Kropp, diretor da Daycoval Asset Management

Sobre a taxa de administração, tem a ver com a experiência do cliente via nosso aplicativo, que desenvolvemos para ser uma jornada amigável.
André D'Ávila, superintende de produtos da Bradesco Asset Management

Por que dois tipos de fundo?

Existem dois tipos de fundo sendo usados no processo.

Fundos Mútuos de Privatização Eletrobras (FMP Eletrobras): Servem para quem vai usar o dinheiro que está nas contas do FGTS do trabalhador. Ou seja, o dinheiro vai sair diretamente do FGTS para o fundo de investimento.

Fundos Migração: São para quem quer usar dinheiro que está aplicado nos fundos FGTS Petrobras e FGTS Vale. Ou seja, para o caso de quem já investiu uma parte do FGTS, lá atrás, em ações da Petrobras ou da Vale.

Fora essa diferença —de onde vem o dinheiro do aplicador—, esses dois tipos de fundo vão funcionar da mesma forma: para investir apenas nas ações da Eletrobras vendidas pelo governo agora.

As ações da Eletrobras que já são negociadas em Bolsa ou que pertençam a outros acionistas não poderão entrar nesses fundos.

Como escolher o melhor fundo?

Os ganhos ou perdas desses fundos vão depender diretamente do comportamento das ações da Eletrobras na Bolsa.

Mas cada instituição financeira poderá cobrar a taxa de administração que quiser. Como mostrado na lista acima, há instituição financeira que não cobra nada, enquanto outras cobram 0,55%.

Como esses fundos só podem investir o capital em apenas uma empresa, o grande diferencial da rentabilidade entre eles será mesmo a taxa de administração. Nesse sentido, a melhor escolha para o investidor tende a ser aqueles fundos que oferecerem a menor taxa possível.
Bernardo Viero, analista da Suno Research

Veja o peso da taxa de administração

O analista da casa de análises Suno Research fez para o UOL uma simulação, considerando a hipótese de um ganho de 15% ao ano das ações da Eletrobras ao longo dos próximos dez anos.

A diferença nos resultados finais de dois investidores que alocarem R$ 20 mil na oferta poderá chegar ao redor de R$ 3.500 caso um opte por um FMP que cobre taxa de administração de 1% ao ano, e o outro escolha uma opção com taxa zero.

Quais as vantagens de usar FGTS para investir na Eletrobras?

As ações da Eletrobras podem dar ganhos maiores que os do FGTS.

O FGTS é uma aplicação de renda fixa. O ganho é fixado em 3% ao ano mais a TR (Taxa Referencial), que está atualmente em 0,1484%. Pode haver um acréscimo, se houver distribuição de resultados, o que não é uma regra.

As ações representam uma forma de aplicação em renda variável. As ações da Eletrobras do tipo ordinárias, as que poderão ser adquiridas com o FGTS, apresentam valorização de 29,3% neste ano, desde 3 de janeiro até a última quarta-feira. Mas no acumulado em 12 meses, essa ação tem uma perda de 4%.

Quais os riscos de colocar o FGTS em ações?

O potencial de ganho é maior que o oferecido pela renda fixa, mas também há mais risco no investimento. Por isso, o aplicador deve considerar três riscos antes de transferir dinheiro do FGTS para um fundo de Eletrobras.

Reserva de emergência: O FGTS funciona como uma reserva de emergência, que ajuda as pessoas a atravessarem situações difíceis, como o desemprego. A pessoa deve então pesar se pode usar essa reserva para investir em algo arriscado.

Se o trabalhador já tem uma reserva de emergência, por exemplo, ele terá mais espaço para investir em ações com o dinheiro do FGTS.

Liquidez: Ao comprar ações da Eletrobras com dinheiro do FGTS nessa operação, o trabalhador terá que ficar com o papel por 12 meses. É o chamado período de lock-up. Só depois desse período, a pessoa pode resgatar o dinheiro, que retorna para o saldo do FGTS.

Durante esse período de carência, os valores só poderão ser resgatados nas hipóteses de demissão, aposentadoria, falecimento, uso para moradia, três anos sem registro em carteira, doenças graves, quando o trabalhador completa 70 anos, ou em caso de calamidade pública.

Diversificação: Profissionais de mercado recomendam que a pessoa diversifique a carteira de investimentos para evitar que a perda de apenas uma aplicação afete todo o patrimônio. Ou seja: não colocar todos os ovos numa mesma cesta. Mas, ao investir em um fundo FGTS Eletrobras, a pessoa vai aplicar todo o dinheiro em apenas uma ação.

As regras dessa operação permitem que o trabalhador possa usar até 50% do saldo do FGTS. Mas ele precisa ver se ao usar todo esse limite ele não vai acabar concentrando muito a carteira em apenas uma ação.
Bernardo Viero, analista da Suno Research

Por isso, se a pessoa não tem nada ainda aplicado em renda variável, vale prestar mais atenção se não vai concentrar tdemais em uma empresa. Para quem já tem investimentos em outras ações, essa oportunidade pode ser uma forma de diversificar.
Paloma Brum, analista da Toro Investimentos

Análises: Antes de bater o martelo e autorizar a transferência de parte do FGTS para um fundo Eletrobras, a pessoa deve também buscar informações sobre a empresa, para avaliar melhor se vale a pena investir nesse tipo de companhia, dizem profissionais de mercado.

Como transferir o dinheiro do FGTS para o fundo?

Para quem observou todas essas orientações acima e decidiu que vale a pena transferir parte do FGTS, essas são as etapas para fazer o negócio.

  1. No app da Caixa (Android ou iOS), indicar a instituição financeira que poderá acessar a conta do FGTS
  2. Na tela inicial do app, clicar em "FGTS e INSS"
  3. Na tela seguinte, clicar em "FGTS"
  4. Clicar em "Autoriza Agente financeiro FGTS"
  5. Selecionar a opção "Fundos Mútuos de Privatização" e clicar em "consultar"
  6. Escolher a instituição financeira
  7. Abrir a conta na instituição financeira escolhida para o fundo Eletrobras e solicitar a participação na reserva de ações, informando quanto pretende investir
  8. Para quem já tem conta na instituição financeira que administra o fundo Eletrobras FPM escolhido, o cliente então deve usar o aplicativo criado para essa operação para solicitar a reserva

Já no aplicativo FGTS (Android ou iOS), os passos são esses:

  1. Clicar no menu "Mais"
  2. Clicar na opção "simulador de aplicação no FMP-FGTS"
  3. Autorizar o fundo FMP-Eletrobras a realizar consulta suas contas FGTS e efetuar reserva da aplicação
  4. Ler e aceitar os termos.

Na página seguinte, é a vez de selecionar uma administradora.

Uma vez feita a reserva, o investidor não poderá voltar atrás. A transferência será feita conforme o valor solicitado e a quantidade de ações disponíveis para cada interessado.

Como fazer a reserva:

  1. No aplicativo da Caixa, clique opção "investimentos"
  2. Na tela seguinte, clique "Reserva FMP"
  3. Clique opção "Recursos FGTS"
  4. Aparecem as contas do FGTS disponíveis e valor máximo que pode ser aplicado de cada uma delas
  5. Clique continuar
  6. Habilitar a conta (ou as contas) que vai usar nessa aplicação - clicar em continuar.
  7. Informar o valor a investir e clicar em "Próximo"
  8. Ler e concordar com os termos de adesão e clicar em "Continuar"
  9. Inserir sua assinatura eletrônica e a reserva estará feita.

Se a quantidade de reservas solicitadas superar a quantidade de ações à venda, haverá um rateio entre os interessados.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.

PUBLICIDADE
Errata: o texto foi atualizado
Corrige no item liquidez, do intertítulo Quais os riscos de colocar o FGTS em ações?, a informação sobre as condições nas quais o trabalhador que investir no fundo FMP-FGTS poderá sacar o dinheiro em menos de 12 meses, informando que durante o período de carência, os valores poderão ser resgatados nas hipóteses de demissão, aposentadoria, falecimento, uso para moradia, três anos sem registro em carteira, doenças graves, trabalhador que completa 70 anos e calamidade pública.