PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

Várias empresas divulgaram resultado essa semana; em qual vale investir?

só para assinantes

Lílian Cunha

Colaboração para o UOL, em São Paulo

29/07/2022 14h59

A semana que chega ao fim hoje marcou o início da temporada de balancos do segundo trimestre de 2022. Gigantes como Vale (VALE3), Telefonica (VIVT3), Odontoprev (ODPV3), Klabin (KLBN11), Multiplan (MULT3), Gol (GOLL4), Suzano (SUZB3), Petrobras (PETR3) e outras grandes empresas publicaram como foram seus negócios entre abril, maio e junho deste ano. Quais foram bem e quais valem o investimento? Veja a seguir:

Vale (VALE3)

A Vale teve lucro líquido de R$ 30,03 bilhões, 25% a menos que em relação ao mesmo período de 2021, quando chegou a R$ 40,095 bilhões. Em dólar, a Vale reportou ganhos de US$ 6,2 bilhões no segundo trimestre, recuo de 18,4% ante o mesmo período de 2021.

O resultado fraco fez o Goldman Sachs classificar a ação como neutra: melhor não comprar, nem vender. A empresa, diz o banco, teve custos de minério de ferro mais altos do que o esperado e ganhos com metais básicos mais fracos. Ou seja, o custo de produção aumentou e o preço de venda caiu.

Telefonica (VIVT3)

A dona da Vivo teve queda de 44,6% no lucro líquido em comparação com o mesmo período de 2021, impactada por custos maiores. Os ganhos foram de R$ 746 milhões.

Para o Goldman Sachs, os resultados sofreram a influência da compra da Oi. O GS recomenda compra, com estimativa de valorização de 61% sobre o preço atual.

Odontoprev (ODPV3)

A Odontoprev lucrou R$ 99,5 milhões, 14,9% a mais que no mesmo período de 2021. A operadora de planos odontológicos teve lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) crescendo 5%, totalizando R$ 143,5 milhões.
Foi um resultado melhor que o esperado, segundo o Itaú BBA, que calcula que a ação possa chegar a R$ 14 até o fim do ano. Hoje ela custa R$ 9,89.

Klabin (KLBN11)

O lucro líquido de R$ 972 milhões da Klabin (KLBN11) foi 35% maior na comparação com o segundo trimestre do ano passado. Na comparação com o primeiro trimestre de 2022, a alta foi de 11%.

Para a Eleven, é uma boa compra, com preço alvo de R$ 34, um ganho de 84% em 12 meses em relação ao preço atual de R$ 18,45.

Multiplan (MULT3)

As vendas de lojistas nos 20 shoppings do grupo cresceram 58,5% sobre o resultado de um ano antes, na mesma base, com as vendas totais chegando a R$ 4,9 bilhões, 64,5% a mais em um ano. Com isso, o lucro Multiplan subiu forte, somando R$ 172,55 milhões, um salto de 84% sobre mesma etapa de 2021.

É uma boa compra, segundo a Eleven, com preço alvo de R$ 31, o que representa ganhos de 26% em relação ao preço atual de R$ 24,60.

Gol (GOLL4)

Com as variações no câmbio, a companhia aérea amargou prejuízo líquido de R$ 2,85 bilhões, revertendo assim o valor positivo de R$ 642,9 milhões de um ano antes. O resultado reflete variações cambiais desfavoráveis no trimestre. O destaque foi a demanda corporativa, que ajudou a Gol a transportar no trimestre 5,8 milhões de passageiros, mais do que o dobro do registrado em igual período de 2021, mas ainda 30% aquém do volume de 2019.

"Continuamos com classificação de compra para a Gol, mas reconhecemos que as perspectivas de curto prazo continuam desafiadoras devido aos preços mais altos do combustível de aviação, Embora acreditemos que as companhias aéreas no longo prazo sejam capazes de repassar esses preços mais altos para as tarifas", publicou o Goldman Sachs.

Para GOLL4, o GS estipula preço alvo de R$ 12,90 em 12 meses, o que daria ganhos de 42,9% em relação ao preço atual de R$ 9,03.

Suzano (SUZB3)

A Suzano surpreendeu e registrou lucro de R$ 182 milhões no segundo trimestre de 2022. A expectativa era de perdas. Mesmo assim, o lucro é bem menor do que o registrado um ano atrás, de R$ 10,037 bilhões. A redução foi efeito do câmbio. Mas a geração de caixa da fabricante de papel e celulose foi a maior para um segundo trimestre, de R$ 6,3 bilhões entre abril e junho de 2022.

"A companhia apresentou mais um trimestre positivo, impulsionado por maiores preços de celulose e de papel, além de aumento de volumes de vendas", publicou a Eleven, em documento para acionistas. A casa de análises recomenda compra, com estimativa de valorização de 45,1% em relação ao valor atual (R$ 46,85), com preço alvo de R$ 68.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.