PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Lugares Incríveis Para Trabalhar 2022: como inscrever sua empresa no prêmio

Arte UOL
Imagem: Arte UOL

Do UOL, em São Paulo

07/02/2022 04h00

Você já pode inscrever sua empresa na edição deste ano do Prêmio Lugares Incríveis para Trabalhar, uma iniciativa do UOL e da FIA (Fundação Instituto de Administração) para reconhecer as melhores práticas das empresas em gestão de pessoas.

As inscrições estão abertas para qualquer organização do Brasil com 50 ou mais funcionários e devem ser feitas neste link, até 30 de maio de 2022. No site da FIA Employee Experience (FEEx) você encontra as principais informações sobre a pesquisa —e mais abaixo tiramos 18 dúvidas comuns sobre a participação no prêmio.

As companhias premiadas serão anunciadas em um evento previsto para agosto, mas todos os participantes têm a ganhar: as organizações recebem as informações levantadas na pesquisa sobre a sua empresa, para entender melhor como está o clima da instituição e comparar os dados com companhias de referência.

Em 2021, o prêmio Lugares Incríveis Para Trabalhar reuniu 380 empresas e ouviu a opinião de mais de 180 mil colaboradores sobre seu ambiente de trabalho, sua satisfação com os serviços de RH, a atuação das lideranças e a gestão dos CEOs. Confira a relação das 120 empresas que brilharam na gestão de pessoas e foram premiadas em 2021.

No vídeo abaixo, você confere o webinar de abertura oficial das inscrições do Lugares Incríveis Para Trabalhar 2022. Nele, são apresentados os principais destaques do ano passado, as novidades da edição de 2022 e o processo da pesquisa, que este ano foi simplificada em algumas etapas, o que irá diminuir o tempo de resposta. Além disso, as empresas participantes em 2021 poderão resgatar as respostas do questionário de práticas do ano passado.

TIRE DÚVIDAS SOBRE O PRÊMIO

1. O que é o Prêmio Lugares Incríveis Para Trabalhar?

É uma iniciativa da FIA (Fundação Instituto de Administração) e do UOL para reconhecer as empresas brasileiras que proporcionam ambientes saudáveis, agradáveis e produtivos para os colaboradores. Nas categorias principais, premia a melhor empresa entre as de grande porte, as de médio porte e as de pequeno porte. Também destaca o melhor presidente (CEO) e a melhor liderança das empresas de cada porte. Outras categorias estão em estudo, em linha com as grandes discussões na área de gestão de pessoas neste momento.

2. Como as campeãs do Prêmio são escolhidas?

A partir da pesquisa FIA Employee Experience (FEEx), criada pelo professor doutor André Fischer, coordenador do Programa de Estudos em Gestão de Pessoas (Progep) da FIA e pioneiro nesse tipo de análise no país, e pelo professor doutor Joel Dutra, também coordenador do Progep. A metodologia vem sendo aprimorada ao longo dos últimos 20 anos.

3. Como funciona a inscrição?

É preciso acessar o site da pesquisa FEEx e preencher o formulário de inscrição. A empresa deve destacar um colaborador para organizar o processo internamente.

4. Até quando vão as inscrições?

As empresas podem se inscrever até 30 de maio e o preenchimento dos questionários deve ser feito até 30 de junho. Os resultados da primeira fase serão divulgados em julho, quando também é realizada a auditoria. Os vencedores serão anunciados em um evento da FIA com o UOL, previsto para agosto.

5. É preciso pagar alguma taxa para entrar na pesquisa?

Não. A participação é gratuita.

6. Quais empresas podem participar?

Podem participar da pesquisa FEEx empresas privadas, instituições públicas, organizações sem fins lucrativos e cooperativas que tenham no mínimo 50 funcionários, com vínculos de trabalho regidos pela CLT, estagiários e associados (incluindo PJs).

7. Por que eu, como funcionário, deveria responder ao questionário?

O prêmio Lugares Incríveis Para Trabalhar é uma grande oportunidade de dar a sua opinião, de fazer a sua voz ser ouvida. Outro benefício da pesquisa para os profissionais é ajudar na tomada de decisão de carreira: a partir dos resultados das empresas, é possível fazer melhores escolhas.

8. Por que a minha empresa deveria se inscrever?

A pesquisa gera uma grande variedade de dados sobre a percepção dos funcionários e sobre práticas de gestão, que permitem à empresa conhecer melhor sua realidade e tomar boas decisões. Empresas com um bom ambiente de trabalho têm um poder de retenção de talentos 30% maior. Além disso, a participação na pesquisa gera uma importante exposição da marca da empresa no maior portal de conteúdo em língua portuguesa do mundo.

9. Como funciona a pesquisa FIA Employee Experience?

A pesquisa tem duas etapas, que neste ano serão conduzidas totalmente à distância. A primeira consiste em responder online dois tipos de questionário, um destinado aos funcionários e outro, ao departamento de Recursos Humanos. O questionário dos colaboradores compreende perguntas sobre a atuação do CEO, o desempenho dos demais líderes, a satisfação dos funcionários com os serviços de RH e o clima organizacional.

O questionário do departamento de RH contempla as perguntas sobre as práticas de gestão. As respostas para cada questão valem pontos. As empresas que conseguem:

  1. Obter um número mínimo de respostas (dependendo do seu tamanho);
  2. Atingir uma determinada nota nos quesitos relativos ao clima organizacional e às práticas de gestão seguem para a segunda fase, a auditoria.

Na auditoria, um especialista em gestão de pessoas apontado pela FIA conversa (remotamente) com as empresas fim de checar a consistência de pontos escolhidos no questionário do RH. Se forem detectadas discrepâncias, a empresa terá sua nota de práticas reduzida e pode até ser eliminada do processo. A partir daí, a FIA calcula as notas finais das empresas.

10. Todos os funcionários podem responder ao questionário?

Somente os trabalhadores contratados em regime de CLT, estagiários, associados e PJs. Não participam os colaboradores de serviços terceirizados e os menores aprendizes. Para seguir da primeira à segunda etapa da pesquisa, as empresas precisam conseguir uma quantidade significativa de respostas dos funcionários. A amostra mínima em uma empresa com 150 funcionários é de 80%. Para as que têm de 150 a 300, 70%, e assim por diante. (Leia o regulamento completo no site da FEEx.)

11. Como os funcionários têm acesso ao questionário?

A resposta dos funcionários ao questionário é feita em meio eletrônico. Usando um identificador determinado pela empresa (pode ser o número do CPF, a matrícula, o e-mail etc) e seu ano de nascimento, o colaborador consegue gerar uma senha aleatória para abrir o questionário no site da pesquisa. O ambiente digital é totalmente seguro e está adequado às exigências da Lei Geral de Proteção de Dados.

12. O funcionário pode parar o questionário no meio e completar depois?

Sim, usando a mesma senha —não será possível gerar outra em caso de perda. Mas, atenção: uma vez enviadas as respostas, não será possível retornar.

13. Há algum tipo de votação do público?

Não. Os vencedores serão definidos somente pelos resultados da pesquisa FIA Employee Experience (FEEx), elaborada pelos professores doutores André Fischer e Joel Dutra, duas das maiores referências em gestão de pessoas no país e que estudam o comportamento dos trabalhadores brasileiros há mais de 40 anos.

14. A empresa tem acesso aos resultados da pesquisa em detalhes?

Sem nenhum tipo de identificação individual dos funcionários, a companhia pode obter diversos dados da pesquisa para compreender melhor como se sentem os colaboradores e melhorar sua gestão de pessoas. Neste momento em que boa parte dos trabalhadores está em home office, ou seja, distante dos colegas e da liderança, é ainda mais interessante ter essas informações. Todas as empresas que preencherem os questionários vão ganhar acesso à plataforma Atmosfera, da FIA, antes mesmo da premiação. Na plataforma, gratuitamente, poderão conferir os resultados da pesquisa de clima organizacional e comparar com as empresas de referência. Terão direito também a uma apresentação conduzida por um especialista da FIA. Depois da premiação, a empresa passa a ter acesso aos demais indicadores da pesquisa - o de avaliação do CEO, o da liderança e o de gestão de pessoas. Existe a opção de contratar outras análises e consultorias da FIA posteriormente.

15. O RH consegue saber de qual funcionário é uma resposta?

Não. A pesquisa é anônima: os dados de login de cada funcionário são descartados após a geração da senha de acesso ao questionário. A empresa pode até estabelecer um cronograma para o envio das respostas diretamente à FIA, mas é proibido ficar perto do colaborador enquanto ele responde e exigir que todos participem, por exemplo.

16. Como são calculadas as notas finais das empresas?

A partir das notas atribuídas às respostas dos funcionários, são calculados três indicadores de acordo com o tema: Índice de Clima Organizacional, Índice de Liderança e Índice do CEO. As respostas do RH compõem o Índice de Gestão de Pessoas. Esses quatro índices vão formar o Índice FIA Employee Experience (i-FEEx), que determina a classificação final das companhias participantes. O peso de cada indicador no índice final é diferente: o de clima organizacional corresponde a 60%, o de Gestão de Pessoas, a 30%, o do CEO, 5%, e o das lideranças, 5%.

17. As empresas que não estiverem entre as vencedoras têm reconhecimento?

Todas as organizações que atingirem uma pontuação mínima no Índice de Clima Organizacional, independentemente de figurar na lista de empresas premiadas ou não, recebem, gratuitamente, o Certificado FIA de Qualidade do Ambiente de Trabalho, válido por um ano.