PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Cotações

Petrobras salta e puxa alta da Bolsa; dólar opera em queda, a R$ 4,746

Reprodução
Imagem: Reprodução

Do UOL*, em São Paulo

29/03/2022 09h19Atualizada em 29/03/2022 12h23

As ações da Petrobras saltavam quase 3% na Bolsa na manhã desta terça-feira (29), puxando a alta do Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira. Ontem, o governo Jair Bolsonaro (PL) decidir demitir o presidente da Petrobras, general Joaquim Silva e Luna, e indicar para seu lugar o economista Adriano Pires, em meio à disparada nos preços dos combustíveis.

Por volta das 12h10 (horário de Brasília), os papéis preferenciais da estatal subiam 2,66%, a R$ 32,44, e os ordinários registravam alta de 1,38%, a R$ 34,56. No mesmo horário, o Ibovespa ganhava 1%, a 119.925,53 pontos, e o dólar comercial operava em queda de 0,56%, a R$ 4,746 na venda.

O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial. Para quem vai viajar e precisa comprar moeda em corretoras de câmbio, o valor é bem mais alto.

Troca de comando na Petrobras

O Ministério de Minas e Energia confirmou na noite de ontem que Bolsonaro indicou Pires para o lugar de Silva e Luna.

Em nota, a pasta afirma que consolidou a relação de indicados do Acionista Controlador (o governo), para compor o Conselho de Administração da Petróleo Brasileiro e informa que a mudança será validada pela Assembleia Geral Ordinária, que ocorrerá em 13 de abril de 2022.

Pires é sócio e fundador do Cbie (Centro Brasileiro de Infraestrutura). Doutor em economia industrial pela Universidade de Paris 13, tem mais de 40 anos de atuação na área de energia e já passou pela ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis).

A escolha de Pires teve o aval do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, que levou o nome do economista para apreciação de Bolsonaro. Já o ministro da Economia, Paulo Guedes, que está em Paris para participar de agenda da OCDE, afirmou a auxiliares que não teve interferência na escolha do nome, nem na saída de Silva e Luna.

Cessar-fogo na Ucrânia

Também afetavam o mercado notícias sobre a guerra na Ucrânia, que derrubavam os preços do petróleo.

Logo após a abertura, o dólar chegou a cair mais de 1%, depois que comentários encorajadores de negociadores indicaram avanço nas negociações entre Rússia e Ucrânia. As equipes dos dois países realizaram o primeiro encontro presencial em mais de duas semanas.

Nesta terça, o Ministério da Defesa da Rússia anunciou o primeiro cessar-fogo sem motivação humanitária desde o começo da guerra, em 24 de fevereiro. A pasta diz que vai "reduzir drasticamente a atividade militar em torno de Kiev e Tchernihiv".

A motivação é facilitar as negociações de paz que recomeçaram em modo presencial em Istambul, na Turquia, com a presença do próprio presidente turco, Recep Erdogan.

*Com Reuters

Este conteúdo foi gerado pelo sistema de produção automatizada de notícias do UOL e revisado pela redação antes de ser publicado.

Cotações