PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Cotações

Trump ataca Fed como "único problema" dos EUA; Tesouro reúne reguladores

Por Tim Ahmann e Jason Lange

24/12/2018 14h16

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, atacou o Federal Reserve nesta segunda-feira (24), descrevendo a instituição como o "único problema" da economia dos EUA e autoridades discutiram a volatilidade nos mercados acionários causada, em parte, pela disputa do presidente com o banco central.

Ações caíram na abertura desta segunda-feira em meio a preocupações sobre desaceleração do crescimento econômico, a paralisação do governo e notícias de que Trump discutiu a demissão do chairman do Federal Reserve, Jerome Powell.

Em um tuíte que não conseguiu acalmar os mercados sobre a independência do Fed, Trump colocou a culpa por ventos contrários na economia de forma firme nas costas do banco central.

"O único problema que nossa economia tem é o Fed. Eles não têm um sentimento pelo mercado", disse Trump no Twitter.

Trump tem criticado frequentemente o Fed pela elevação dos juros neste ano.

Conferência com reguladores do mercado

A administração Trump organizou uma conferência telefônica nesta segunda-feira entre os principais reguladores dos EUA para discutir os mercados financeiros, disse o Departamento do Tesouro.

O secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, seria o anfitrião da conferência do Grupo de Trabalho sobre Mercados Financeiros, conhecido coloquialmente como "Plunge Protection team".

A Bloomberg News disse que os reguladores disseram a Mnuchin na conferência que não havia nada de extraordinário nos mercados.

Mnuchin também fez ligações para os principais banqueiros dos EUA na véspera e obteve garantias de que os bancos são capazes de fazer empréstimos, disse o Tesouro.

Se os esforços de Mnuchin de reunir os principais bancos sobre sua saúde financeira e conversar com as autoridades que tipicamente se reúnem para enfrentar uma crise tinham o objetivo de acalmar os mercados, isso não ficou evidente nesta segunda-feira. Wall Street operava no vermelho em uma sessão abreviada antes do feriado de Natal.

Todos os 11 setores do S&P 500 operavam em queda, e todos os 30 componentes do Dow Industrials caíam.

Mas as negociações tinham volume pequeno, com os mercados fechando às 16h (horário de Brasília) antes do feriado de Natal.

Cotações