PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Econoweek

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Teste: descubra se você é consumista

César Esperandio

César Esperandio

César Esperandio é economista com ênfase em planejamento financeiro, com larga experiência no mercado financeiro. Já atuou em setores macroeconômicos de bancos e consultorias, além de ter passado por empresa de pesquisas de mercado. Hoje se dedica exclusivamente ao Econoweek, com foco em investimentos.

31/03/2021 04h00

Um dos maiores vilões do seu bolso pode ser você mesmo! Com uma cultura de compras, exagero de consumo e propagandas incentivando a gastarmos cada vez mais, o consumismo e as compras compulsivas se tornaram um grande problema.

Por isso, para descobrir se você também é uma vítima dos gastos exagerados, responda sinceramente às dez perguntas a seguir com:

  • Sim
  • De vez em quando
  • Quase nunca
  • Não

No vídeo a seguir, conversamos com o Bruno Lagoela, do Canal Escolha Segura, sobre os "remédios" para combater o consumismo e seus efeitos adversos.

Vamos ao teste!

1. Você compara preços?

Antes de fazer uma compra, você compara o preço do mesmo produto em lojas diferentes, bem como produtos similares?

Essa é uma prática que ajuda a economizar e, de quebra, dá tempo para pensar se aquela compra é mesmo necessária ou nem tanto.

2. Seu limite está estourado?

Seu cartão de crédito, limite do cheque especial ou qualquer outra dívida está fugindo do controle por compras que você fez?

Esse pode ser um sinal de que você está dando um passo importante em direção às compras problemáticas.

Pagar apenas o mínimo do cartão de crédito também pode ser um mau sinal.

3. Seu momento de lazer é ir às compras?

Seja em compras online ou no shopping, se ir às compras é um dos seus principais passeios a lazer acenda a luz amarela.

Ir às compras sem ter o que comprar também é outra face desse mesmo comportamento.

Com certeza há outras atividades que podem trazer a você uma felicidade genuína e é legal reencontrá-las em vez de atacar suas finanças com compras desnecessárias.

4. Você sente vontade de comprar quando está triste?

Quando está ansioso, decepcionado ou triste, acaba fazendo uma comprinha para melhorar o humor?

Tome cuidado! Isso pode desencadear um hábito perigoso e viciante.

5. Você se arrepende após uma compra?

Se após finalizar uma compra você sente arrependimento, já sabe que racionalmente não deveria ter feito isso naquele momento, mas sabemos que muitas vezes a emoção fala mais alto que a razão.

6. Você costuma fazer compras escondido?

Muitos consumistas vorazes têm problemas no relacionamento com o parceiro ou familiares. Por isso, mente sobre as compras, diz que ganhou de presente aquele item ou até esconde os produtos adquiridos para evitar constrangimento.

7. Você compra algo que acabou de ver?

Ao avistar algo na vitrine, nas redes sociais ou em um site, você acaba finalizando a compra em poucos minutos?

Se sim, essa provavelmente foi uma compra impulsiva, sem tempo para refletir a utilidade e a real necessidade do produto adquirido.

8. Compro coisas que não uso mais?

As compras impulsivas acabam tendo um reflexo bem desagradável: um armário cheio de itens que quase nunca usamos.

Você já passou por isso?

9. Tenho dois produtos iguais?

Sabe aquela desculpa de comprar outra coisa que você já tem para deixar uma no serviço e outra em casa? Pois é! Esse pode ser um sinal de consumismo.

10. Você compra coisas caras?

Você já comprou alguma coisa cara ou luxuosa quando uma mais barata resolveria?

Você pode estar sendo influenciado por marcas, redes sociais ou até pode sentir necessidade de ostentar produtos de marcas famosas. Esse pode ser um problemão para o seu bolso!

Confira as respostas

Se suas respostas foram "sim" ou "de vez em quando" para cinco ou mais perguntas, atenção: há grandes chances de você ser consumista e estar passando por problemas financeiros!

Já se suas respostas foram "sim" ou "de vez em quando" para entre três e cinco perguntas, sinal de alerta: provavelmente o consumismo ainda não é um problema, mas pode se tornar um.

No vídeo acima, discutimos com o especialista em consumo inteligente sobre as soluções para o consumismo e os problemas financeiros decorrentes dele. Vale a pena o play!

Você se considera consumista? Comente abaixo ou nas nossas redes sociais (Instagram ou YouTube).

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL