PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Econoweek

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Rentabilidade de título do Tesouro Direto dobra em 2021

Conteúdo exclusivo para assinantes
Yolanda Fordelone

Yolanda Fordelone

Yolanda Fordelone é economista e jornalista, teve passagens por grandes jornais nas áreas de economia e finanças, foi professora em um curso de graduação em Economia e hoje coordena uma equipe em um aplicativo de gestão financeira. Além disso, se dedica às finanças pessoais no Econoweek.

05/10/2021 04h00

Não é novidade para ninguém que os preços andam subindo. A inflação bateu forte na conta de luz, no mercado, na bomba da gasolina, entre outros itens.

Mas, se por um lado a gente tem pagado mais, quem consegue guardar dinheiro tem encontrado taxas de rentabilidade maiores no mercado. Esse é o caso do Tesouro Direto, em que há um título público que dobrou a rentabilidade no ano.

No vídeo abaixo mostramos como fazer para conferir a rentabilidade histórica dos títulos.

Vamos entender antes o conceito de inflação. Suponha que você guarde R$ 100 hoje. Daqui um ano, os mesmos R$ 100 não irão mais comprar as mesmas coisas. A inflação que a gente vê nos jornais significa justamente uma alta generalizada dos preços.

Aqui no Brasil a inflação oficial do país é medida pelo IPCA, do IBGE. Quando você vai investir tentando acompanhar a inflação, é esse índice que verá na composição da rentabilidade, inclusive no Tesouro Direto. Na plataforma, o título público que acompanha a inflação se chama Tesouro IPCA.

Ao aplicar nele, você empresta dinheiro ao governo para ele investir em saúde, estrada, pagar servidor, entre outros gastos. O governo, por sua vez, se compromete a devolver o dinheiro acrescido de juros depois de um tempo.

Há vários prazos para essa devolução, chamada de "vencimento". Hoje vamos falar especificamente de um título que vence em 15 de agosto de 2026.

Na data de gravação do vídeo acima, O Tesouro IPCA 2026 custava R$ 2.936,13, mas isso não significa que você precisa ter tudo isso para aplicar. Com uma pequena fração de R$ 58 já é possível investir.

A rentabilidade não muda independentemente de você comprar o título inteiro ou um pedacinho de R$ 58.

Rentabilidade mais alta

Nas últimas semanas, a expectativa para a inflação e juros subiu. No Boletim Focus desta semana divulgado pelo Banco Central, a projeção do IPCA em 2021 ficou em 8,51%. A expectativa tem aumentado há 26 semanas. Para a Selic, analistas esperam que o juro fique em 8,25%.

Com isso, as taxas dos títulos públicos também têm aumentado. No caso do Tesouro IPCA 2026, a rentabilidade na data de gravação do vídeo estava em IPCA mais juros de 4,56% ao ano. Na publicação da coluna, a taxa já havia subido um pouco mais e estava em 4,64%. Já no começo de 2021, o retorno era de inflação mais 2,33% ao ano.

Você pode verificar todas as rentabilidades atuais e o histórico de preços na página de preços e taxas do Tesouro Direto.

No vídeo fizemos a simulação de quanto esse título renderia se você aplicasse R$ 200, R$ 500 e R$ 1 mil por mês.

Quanto você consegue investir todo mês? Responda abaixo ou nas nossas redes sociais (Instagram ou YouTube).

PUBLICIDADE

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL