PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Econoweek

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

4 coisas que te fazem jogar dinheiro no lixo! Aprenda e invista todo mês

Conteúdo exclusivo para assinantes
César Esperandio

César Esperandio

César Esperandio é economista com ênfase em planejamento financeiro, com larga experiência no mercado financeiro. Já atuou em setores macroeconômicos de bancos e consultorias, além de ter passado por empresa de pesquisas de mercado. Hoje se dedica exclusivamente ao Econoweek, com foco em investimentos.

08/12/2021 04h00

"Por mais que eu tente, nunca sobra dinheiro para investir!" Você também passa por isso?

O Econoweek conversou com a especialista em finanças comportamentais Fernanda Peretti, que dá dicas no canal Tá sobrando dinheiro!.

Ex-consumista, ela ensina a lidar com aspectos emocionais e psicológicos para não fazermos compras por impulso e adquirirmos coisas de que não precisamos, levando à sensação de culpa e arrependimento.

Unindo inteligência financeira e minimalismo não tem erro: a conta fecha e sobra dinheiro.

4 coisas que fazem você jogar dinheiro no lixo

Vamos às quatro coisas que a Fernanda Peretti recomenda para conseguir evitar compras por impulso.

1. Não ter certeza do que gosta

A gente deixa de prestar atenção no que de fato gosta e, esquecendo-se de pontuá-las claramente, acabamos ficando confusos com o que de fato queremos ter.

Assim, acabamos comprando coisas desnecessárias, que nem usamos tanto.

Faça uma lista daquilo que é essencial para você comprar e que você de fato goste.

2. Não saber o que possui

Faça listas do que já possui.

São coisas que fazem sentido ter, que gosta, que de fato usa, mas não precisa comprar de novo porque já tem.

3. Não dar valor ao que tem

Veja tudo o que possui e relembre com carinho dos momentos que passou com aquilo.

Você ficará mais feliz com o que já tem, parecendo que acabou de comprar algo novo, sentindo-se completo e afastando o desejo de compras sem necessidades reais.

4. Não saber apreciar momentos e preferir a posse

Transforme as coisas em momentos.

Quando for comprar alguma coisa, veja o preço e pense em outra meta de experiência pessoal que poderia ser útil com o mesmo dinheiro.

Ao ver uma roupa que deseja comprar, por exemplo, veja o preço e lembre-se da viagem que pretende fazer daqui a uns meses.

Isso dará a oportunidade de refletir se vale realmente a pena gastar dinheiro naquela compra impulsiva.

Quando perceber que quanto mais abrir mão de "ter", mais experiências viverá e assim você fará essas trocas com mais frequência.

Onde investir o dinheiro economizado?

Com organização financeira é possível fazer sobrar cada vez mais dinheiro e investi-lo para fazê-lo trabalhar a seu favor.

Quando a gente organiza nossas finanças, sobra dinheiro no fim do mês.

Sim, começando pelo Tesouro Direto, o dinheiro aplicado começa a render sem que você faça nada e com "zero" preocupação. Afinal, este é considerado o investimento mais seguro do Brasil.

No Tesouro Direto, há diversas aplicações como Tesouro Prefixado e Tesouro IPCA. Caso esteja começando recomendo dar o primeiro passo no Tesouro Selic, com aplicações iniciais de pouco mais de R$ 100, exatamente como mostro no vídeo abaixo, parte da série Mapa do Tesouro Direto, que aliás está sendo um sucesso!

É de graça! Faça parte da comunidade Econoweek nas nossas redes sociais (Instagram ou YouTube) para acompanhar mais dicas de inteligência financeira como essa.

PUBLICIDADE