PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Econoweek

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

BBB 22: é possível viver de renda com o dinheiro do prêmio?

Conteúdo exclusivo para assinantes
Yolanda Fordelone

Yolanda Fordelone

Yolanda Fordelone é economista e jornalista, teve passagens por grandes jornais nas áreas de economia e finanças, foi professora em um curso de graduação em Economia e hoje coordena uma equipe em um aplicativo de gestão financeira. Além disso, se dedica às finanças pessoais no Econoweek.

25/01/2022 04h00

Depois de muita polêmica de quem entra e quem não vai, começou o BBB 2022. Os personagens mudam de um ano para outro, mas o que se mantém é o prêmio. Aliás, desde 2010.

Há 12 anos, o valor do prêmio segue em R$ 1,5 milhão. A coluna traz abaixo quanto deveria ser o prêmio atual, corrigido pela inflação, além de algumas simulações de investimento.

O prêmio de R$ 1,5 milhão muda a vida de muita gente, mas poderia render mais caso tivesse acompanhado a inflação das últimas décadas. Segundo a calculadora de correção de valores do Banco Central, a inflação oficial medida pelo IPCA corrige a quantia para R$ 3.040.772,25.

Já a inflação do aluguel, medida pelo IGP-M, eleva ainda mais o valor: R$ 4.082.783,85.

Você se lembra do Kleber Bambam? Em 2002, na primeira edição do BBB, ele levou o prêmio de R$ 500 mil. Pela inflação oficial desde 2002, o valor deveria estar bem próximo desses R$ 1,5 milhão que são oferecidos atualmente (R$ 1.688.173,15).

Pela inflação do aluguel, que sempre acaba sendo maior que o IPCA, a história é outra. O prêmio do BBB 22 deveria estar em R$ 2.546.661,55.

Quanto rende o prêmio do BBB?

Triste realidade, mas nem tanto assim, porque o R$ 1,5 milhão é um belo dinheiro. Se investido, poderia dar uma boa condição de vida ao ganhador.

Atualmente, o mercado oferece CDBs que pagam até 14% ao ano. Nesse investimento, a pessoa empresta dinheiro ao banco. Daqui alguns anos, recebe de volta a aplicação junto com juros.

Neste CDB, o R$ 1,5 milhão mais que dobraria de valor se investido até 2027, ou seja, por cinco anos.

No Tesouro Direto, seria possível obter uma renda semestral de R$ 35 mil (pouco menos de R$ 6 mil por mês) no Tesouro IPCA ou de R$ 60 mil semestrais (R$ 10 mil por mês) no Tesouro Prefixado.

É uma boa condição de vida em um país em que 90% das pessoas ganham menos de R$ 3.500 por mês, mas se mal administrado o dinheiro acaba.

O que você faria se ganhasse R$ 1,5 milhão? Eu faria um curso de teatro para continuar ganhando dinheiro na televisão.

Você pode contar qual seria o destino do seu dinheiro aqui nos comentários ou nas nossas redes sociais (Instagram e YouTube).