ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Cotações

Dólar fecha a R$ 3,678, maior valor em mais de 2 anos; Bolsa sobe 1,65%

Do UOL, em São Paulo

16/05/2018 17h06Atualizada em 16/05/2018 17h24

O dólar comercial emendou a quarta alta e fechou esta quarta-feira (16) em alta de 0,48%, cotado a R$ 3,678 na venda. É o maior valor de fechamento desde 7 de abril de 2016, quando o dólar valia R$ 3,694. Na véspera, a moeda havia subido 0,9%. Nos últimos quatro dias, o dólar acumula valorização de 3,71%.

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou em alta de 1,65%, a 86.536,97 pontos. É o maior nível de fechamento desde 12 de março (86.900,43 pontos). Na véspera, a Bolsa caiu 0,12%.

Leia também:

Estácio dispara 10%

Entre os destaques da Bolsa, as ações da Estácio saltaram 10%, na maior alta do dia. Investidores aproveitaram as quedas recentes do papel para comprá-lo a um preço baixo e tentar lucrar com a valorização mais à frente. Desde a divulgação do balanço da empresa, no final de abril até a véspera, a ação acumulava desvalorização de quase 30%.

As ações da Petrobras (+2,33%), da mineradora Vale (+2,29%), do Itaú Unibanco (+1,74%), do Bradesco (+1,62%) e do Banco do Brasil (+1,47%) também registraram ganhos. Essas empresas têm grande peso sobre o Ibovespa.

Juros nos EUA e atuação do BC

Investidores estavam preocupados com a possibilidade de os Estados Unidos acelerarem o ritmo de alta dos juros. Taxas maiores nos EUA podem atrair para lá recursos aplicados em outros mercados, como o brasileiro.

Nesta quarta, o rendimento dos "Treasuries" (títulos do Tesouro dos Estados Unidos) subiu acima do nível de 3%, o que atraiu investidores e acabou influenciando o movimento dos mercados.

No Brasil, o Banco Central manteve sua atuação no mercado de câmbio com a oferta de swaps cambiais tradicionais (contratos de venda de dólares no mercado futuro).

(Com Reuters)

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Cotações