ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 1.Ago.2018
Topo

Cotações

Bolsa cai 3% e fecha no menor nível em mais de 5 meses; Smiles tomba 12%

Do UOL, em São Paulo

07/06/2018 17h24Atualizada em 07/06/2018 17h51

Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta quinta-feira (7) em queda de 2,98%, a 73.851,47 pontos. É a terceira baixa seguida e o menor nível de fechamento desde 20 de dezembro (73.367,03 pontos). Na véspera, a Bolsa caiu 0,68%.

Investidores estavam preocupados com a situação fiscal do país, após a greve dos caminhoneiros levar o governo a reduzir o preço do diesel gerando impacto bilionário sobre as contas públicas.

Além disso, pesquisas eleitorais têm mostrado dificuldade dos candidatos que o mercado considera como mais comprometidos com o controle das contas públicas emplacarem na corrida presidencial.

Leia também:

Smiles tomba 12%

Entre os destaques da Bolsa, as ações do Banco do Brasil (-4,01%), da Petrobras (-3,49%), da mineradora Vale (-3,03%), do Itaú Unibanco (-2,91%) e do Bradesco (-1,77%) fecharam com fortes quedas. Essas empresas têm grande peso sobre o Ibovespa.

A maior queda do índice foi da Smiles, empresa de planos de fidelidade da Gol, que despencou 12,06%, influenciada pela alta do dólar. Os papéis da Gol, que são negociados fora do Ibovespa, perderam 6,48%.

Dólar sobe 2,28%, a R$ 3,926

O dólar comercial fechou em alta de 2,28%, cotado a R$ 3,926 na venda, no terceiro avanço seguido. Essa é a maior valorização percentual diária desde 18 de maio de 2017 e o maior valor de fechamento desde 1º de março de 2016 (R$ 3,941). Na véspera, o dólar subiu 0,74%.

Diante da disparada do dólar, o Banco Central aumentou sua atuação no mercado de câmbio. Nesta sessão, foram feitos dois leilões extras de swaps cambiais tradicionais (equivalentes à venda futura de dólares).

(Com Reuters)

Mais Cotações