IPCA
0,83 Mai.2024
Topo

Dólar cai no dia, após 7 altas, e vale R$ 4,104; na semana, avança quase 5%

Do UOL, em São Paulo

24/08/2018 17h10Atualizada em 24/08/2018 17h28

dólar comercial fechou esta sexta-feira (24) em queda de 0,45%, cotado a R$ 4,104 na venda, após sete altas consecutivas. Apesar de cair no dia, a moeda termina a semana com valorização acumulada de 4,85%. Foi a terceira alta semanal seguida e a maior desde 11 de novembro de 2016 (+4,99%), quando Donald Trump foi eleito presidente dos EUA.

Na véspera, o dólar havia subido 1,65% e atingiu seu maior valor de fechamento desde 21 de janeiro de 2016 (R$ 4,166).

O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial. Para turistas, o valor sempre é maior.

Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou em alta de 0,83%, a 76.262,23 pontos. Com isso, a Bolsa acumula ganho de 0,31% semana, após duas quedas semanais. Na véspera, o índice havia caído 1,65%.

Leia também:

Petrobras, Vale e bancos sobem

Entre os destaques da Bolsa as ações da Petrobras (+1,95%), da mineradora Vale (+1,5%), do Banco do Brasil (+1,37%), do Bradesco (+0,89%) e do Itaú Unibanco (+0,75%) registraram alta nesta sessão. Essas empresas têm grande peso sobre o índice.

Cenário externo e eleições

O mercado esteve com um olho no movimento no exterior e outro, no cenário eleitoral no Brasil. 

Mais cedo, o chefe do banco central norte-americano, Jerome Powell, reforçou a mensagem de que os juros nos Estados Unidos continuarão subindo aos poucos, o que trouxe alívio aos investidores que temiam uma alta mais acelerada.

A guerra comercial entre Estados Unidos e China também estava no radar do mercado, após o ministro das Finanças chinês, Liu Kun, afirmar que seu país continuará a responder a eventuais novas tarifas impostas pelos EUA. Negociações comerciais entre autoridades dos dois países terminaram na quinta-feira sem sinais de grande avanço.

(Com Reuters)