ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Cotações

Dólar opera em queda, perto de R$ 3,77, e Bolsa cai mais de 1%

Do UOL, em São Paulo

11/10/2018 10h47Atualizada em 11/10/2018 16h35

O dólar comercial operava em alta e a Bolsa caía mais de 1% nesta quinta-feira (11). Por volta das 16h, a moeda norte-americana subia 0,18%, a R$ 3,77 na venda, após operar em baixa pela manhã. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, perdia 1,13%, a 82.733,39 pontos.

Na véspera, o dólar fechou em alta de 1,42%, a R$ 3,764 na venda, e a Bolsa caiu 2,8%, maior perda diária desde 10 de agosto.

O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial. Para turistas, o valor sempre é maior.

Leia também:

Pesquisa eleitoral

O mercado avalia os resultados da pesquisa Datafolha divulgada na noite de quarta-feira (10), a primeira realizada depois do primeiro turno. Ela mostrou  Jair Bolsonaro (PSL) com 58% das intenções de votos e o petista Fernando Haddad com 42%, considerando os votos válidos.

Bolsonaro tem a preferência do mercado devido ao perfil liberal de seu principal assessor econômico, Paulo Guedes, o que gera entre investidores uma expectativa de maior controle dos gastos públicos e de reformas na economia.

Resultados de pesquisas, notícias sobre candidatos e boatos deixam o mercado financeiro agitado, favorecendo a especulação na Bolsa de Valores e no câmbio.

Cautela com exterior

No cenário externo, o dia é de cautela, com Bolsas de Valores ao redor do mundo registrando queda após fortes perdas nos Estados Unidos na véspera. As preocupações envolvem a guerra comercial entre as principais potências econômicas e a perspectiva de aumento dos juros nos Estados Unidos.

Atuação do BC

O Banco Central ofertou e vendeu integralmente nesta sessão 7.700 swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares. Desta forma, rolou US$ 3,465 bilhões do total de US$ 8,027 bilhões que vence em novembro

Se mantiver essa oferta diária e vendê-la até o final do mês, terá feito a rolagem integral.

(Com Reuters)