IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Cotações


Itaú paga R$ 20,25 bi a acionistas e lidera distribuição de lucro em 2018

Téo Takar

Do UOL, em São Paulo

28/03/2019 15h54Atualizada em 07/05/2019 18h47

O Itaú Unibanco foi a companhia de capital aberto (com ações negociadas na Bolsa de Valores) que pagou o maior volume de dividendos em 2018. Foram R$ 20,249 bilhões distribuídos aos acionistas da empresa no ano passado, segundo levantamento da empresa de informações financeiras Economatica. O montante de dividendos creditado ao longo de 2018 é equivalente a 81% do lucro de R$ 24,977 bilhões registrado pelo banco no ano passado.

O lucro do Itaú foi o terceiro maior entre as empresas brasileiras negociadas na Bolsa, atrás apenas dos resultados da Petrobras (R$ 25,779 bilhões) e da Vale (R$ 25,656 bilhões).

Acionistas da Vale recebem metade do lucro

O segundo maior pagamento aos acionistas foi justamente da Vale, que distribuiu ganhos de R$ 13,05 bilhões, equivalente a pouco mais da metade (50,9%) do seu lucro no ano passado.

O resultado da mineradora ainda não foi afetado pela tragédia da barragem de Brumadinho (MG), que ocorreu no início de 2019. O cálculo da Economatica considera somente os dividendos efetivamente creditados em 2018. A Vale suspendeu o pagamento de dividendos após a tragédia.

Ambev distribui 80% dos ganhos

A terceira maior pagadora de lucros aos acionistas foi a fabricante de cervejas Ambev. A dona da Brahma e da Skol pagou R$ 8,814 bilhões aos acionistas, o que representa 80% do seu lucro no ano passado (R$ 11,024 bilhões).

Outros bancos também se destacam

Outros bancos também figuram entre as empresas que mais renderam dividendos, dentre as que têm ações na Bolsa

O Bradesco pagou R$ 6,483 bilhões (34% do lucro líquido) aos acionistas, o Santander, R$ 6,125 bilhões (50,3% do lucro) e o Banco do Brasil, R$ 4,206 bilhões (32,7% do lucro).

Petrobras teve o maior lucro do ano

A Petrobras registrou o maior ganho líquido no ano passado entre as companhias analisadas, mas distribuiu apenas R$ 3,046 bilhões (11,8% do lucro) aos acionistas.

Com isso, ficou na décima posição entre as empresas que mais pagaram dividendos em 2018.

Vale suspende pagamento de dividendos a acionistas

AFP

Cotações