PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Cotações

Dólar sobe pelo segundo dia e vai a R$ 5,191; Bolsa avança 1,37%

Do UOL, em São Paulo

14/04/2020 17h19Atualizada em 14/04/2020 18h30

O dólar comercial fechou em alta de 0,1%, a R$ 5,191 na venda. Foi a segunda alta seguida da moeda, que avançou 1,86% na véspera.

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, subiu 1,37%, a 79.918,36 pontos, no segundo dia seguido de alta, alcançando o maior nível desde 13 de março.

Com o resultado de hoje, a Bolsa acumula alta de 9,45% em abril, mas no ano o desempenho ainda está negativo em 30,9%.

O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial. Para quem vai viajar e precisa comprar moeda em corretoras de câmbio, o valor é bem mais alto.

Exportações na China

Na China, as exportações caíram 6,6% em março em relação ao ano anterior, melhora em comparação com a queda de 17,2% em janeiro-fevereiro, com os exportadores correndo para liberar os pedidos em atraso após paralisações forçadas da produção. Economistas projetavam queda de 14% dos embarques em março.

Notícias indicando diminuição nas restrições de atividades, adotadas para combater a disseminação do novo coronavírus, também repercutiram.

Na segunda-feira, três estados na costa oeste dos Estados Unidos, liderados pelo governador da Califórnia, Gavin Newsom, e sete na costa leste, liderados pelo governador de Nova York, Andrew Cuomo, afirmaram que desenvolverão planos coordenados de reaberturas regionais.

"Nos últimos dias, vimos uma certa estabilização dos mercados, com a volatilidade mais baixa e as 'bandas' de operação um pouco mais curtas", afirmou o estrategista Dan Kawa, sócio na TAG Investimentos, em comentários a clientes.

Na visão dele, trata-se de um primeiro passo para uma estabilização mais estrutural dos preços dos ativos de risco. Kawa ponderou, contudo, que a duração da "parada brusca" da economia global, assim como suas consequências, ainda são incertas.

Ajuda a estados

No Brasil, permanece no radar as discussões entre Executivo e Legislativo em relação ao projeto de auxílio a estados e municípios, aprovado na véspera pela Câmara dos Deputados.

O secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, afirmou nesta terça-feira que a equipe econômica não concorda com pontos do projeto e que quer ver debate sobre o tema antes da apreciação pelo Senado.

Atuação do BC

O Banco Central vendeu todos os 10 mil contratos de swap cambial tradicional ofertados nesta terça em operação de rolagem do vencimento maio.

* Com Reuters

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.
Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.
Mais podcasts do UOL em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas.

Cotações