PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Cotações

Em baixa de 1,02%, dólar fecha a R$ 4,62; Bolsa tem 4º dia seguido de queda

Getty Images
Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

20/04/2022 17h24

O dólar encerrou esta quarta-feira (20) em baixa de 1,02%, cotado a R$ 4,620 —após ter alta de 0,43% ontem. O Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores brasileira (B3), também sofreu desvalorização, de 0,62%, e terminou o pregão aos 114.343,78 pontos —o que configura o quarto dia seguido de perda do índice.

A baixa da Bolsa se deu em meio à expectativa para decisão sobre privatização da Eletrobras. De tarde, foi anunciado que o julgamento da desestatização da Eletrobras no TCU (Tribunal de Contas da União) será novamente adiado.

Como esperado pelo mercado, o ministro do TCU Vital do Rêgo Filho pediu vista, ou seja, mais prazo (60 dias) para analisar o processo "pelo período regimental".

Reação a dados operacionais de Vale, prévias operacionais de varejistas de alimentos e balanço trimestral da Usiminas também movimentaram a Bolsa.

O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial. Para quem vai viajar e precisa comprar moeda em corretoras de câmbio, o valor é bem mais alto.

"Real perde pouco"

A direção da taxa de câmbio no Brasil acompanhava de perto os movimentos do índice do dólar frente a uma cesta de moedas de países ricos, que recuava 0,693% após renovar desde a véspera picos também desde 2020.

O real, porém, tinha desempenho melhor que a média de seus pares emergentes. A melhor relação risco/retorno de ficar comprado em reais explica a dinâmica. Contratos de câmbio a termo de um ano em reais pagam 12,8% ao ano, enquanto no Chile o retorno nominal é de 8,2%; na Colômbia, de 8,7%; e no México, de 9,6%.

Um experiente operador resumiu a situação: "Moedas emergentes perdem muito, real perde pouco. Moedas emergentes ganham um pouco, real ganha muito. É o 'carry' fazendo seu trabalho", disse.

A moeda brasileira lidera com folga o ranking de maiores altas no período anual.

*Com Reuters

Cotações