PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Empreendedorismo

Investiu R$ 3.500 para lavar carros e agora fatura R$ 29 milhões com sofás

O empresário Fritz Paixão, CEO da CleanNew, faturou R$ 29 milhões no ano passado - Divulgação
O empresário Fritz Paixão, CEO da CleanNew, faturou R$ 29 milhões no ano passado Imagem: Divulgação

Claudia Varella

Colaboração para o UOL, em São Paulo

13/06/2022 04h00

Fritz Paixão, 37, perdeu 30 toneladas de peixe no primeiro negócio que teve, em Paulo Afonso (BA). Depois, fez cursos de ator, virou apresentador de TV e, para complementar a renda, investiu R$ 3.500 em uma empresa de lavagem automotiva dentro de condomínios de luxo, em Salvador (BA). A pedido de clientes, começou a higienizar sofás também. Hoje, ele é CEO da CleanNew e faturou R$ 29 milhões em 2021.

"Lavava o carro, demorava uma hora e ganhava R$ 20. Lavava um sofá, demorava uma hora e ganhava R$ 200, dez vezes mais. Então, decidi vender a operação de lavagem de carros para um primo e focar apenas no serviço de higienização e impermeabilização de estofados", afirma Paixão.

Primeiro negócio foi por água abaixo

Em 2005, Paixão perdeu tudo no primeiro negócio que teve: uma piscicultura em Paulo Afonso (BA). "No nosso primeiro ciclo, houve uma chuva forte em Paulo Afonso, e a hidrelétrica abriu as comportas. Com isso, a oxigenação do rio baixou. Resultado: 30 toneladas de peixe morreram. Perdi todo o dinheiro", diz. Paixão investiu R$ 15 mil no negócio.

Em Salvador, ele começou a fazer cursos de teatro e, em 2009, mudou-se para o Rio, onde fez um curso técnico de radialismo, para poder trabalhar em rádio e TV. Logo passou no teste para ser um dos apresentadores de um programa de conselhos amorosos no Multishow, o Operação S2.

De volta a Salvador, em 2011, ele virou apresentador do "Bahia Dá Sorte", um programa de sorteio de prêmios, aos domingos, na TV afiliada do SBT.

Para complementar a renda, ele criou em dezembro de 2014 uma empresa de lavagem automotiva, a AutoClean. Investiu R$ 3.500 no negócio

A lavagem automotiva veio para complementar a renda. Com o salário da TV, eu só pagava as minhas contas, mas eu queria comprar um apartamento. Daí surgiu a ideia de lavar carro.
Fritz Paixão, CEO da CleanNew

Lavar carros à noite em condomínios de luxo

Paixão colocou o serviço de lavagem automotiva dentro de condomínios de luxo de Salvador, no período da noite.

"Era algo que praticamente não existia em Salvador, já que o baiano tem a cultura de sair no fim de semana para lavar seu carro no posto, tomar uma cerveja com os amigos. Montei a empresa focado nas mulheres que não queriam sair no fim de semana para lavar o carro. Colocamos o serviço de lavagem automotiva dentro dos condomínios no período noturno. Deu muito certo", declara.

Primeiro equipamento da CleanNew - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Fritz Paixão com o primeiro equipamento que comprou para a CleanNew, em 2015
Imagem: Arquivo pessoal

Com o tempo, segundo Paixão, as próprias clientes começaram a pedir serviços de higienização e de impermeabilização de estofados. "Comprei um equipamento italiano, não tinha curso, fui aprender sozinho", afirma.

"Foi aí que percebi que o valor agregado do que eu estava vendendo era muito maior do que simplesmente lavar carro. Ganhava dez vezes mais lavando sofás", afirma Paixão, que vendeu a operação de lavagem automotiva para um primo e mudou o nome da sua empresa para CleanNew, em março de 2015.

No ano seguinte, passou a vender franquias. Em 2017, abriu filial no Rio e em São Paulo. A rede tem 48 unidades, sendo 40 no Brasil e oito no exterior, com unidades na Espanha, Dubai, EUA, Colômbia e Argentina. Em 2021, a empresa faturou R$ 29 milhões. O lucro foi de 30%.

O modelo de negócio é home based, com investimento inicial de R$ 34.610 (inclui taxa de franquia, equipamentos, estoque, kits e uniformes) mais R$ 8.000 de capital de giro.

"Blindagem" de sofá?

A rede oferece serviços de higienização e o que chama de "blindagem" de estofados, podendo ser em carros, sofás, barcos e aeronaves.

"Impermeabilização é o ato de utilizar um produto impermeabilizante para apenas deixar o tecido impermeável. A blindagem de estofados é um produto de impermeabilização desenvolvido pela nossa empresa e registrado pelo INPI [Instituto Nacional da Propriedade Industrial], exclusivo nosso, que, além de deixar o tecido impermeável, aumenta a durabilidade do estofado, protege contra o sol e diminui a proliferação de ácaros e fungos. Tudo isso sem mudar a textura e a cor do tecido", diz Paixão.

O principal serviço da marca é a "blindagem". Em média, custa R$ 800, mas pode chegar a R$ 5.000 (depende do tamanho do estofado). O serviço mais barato é a limpeza de um sofá, em torno de R$ 200.

Paixão diz que a CleanNew deve lançar no segundo semestre de 2022 um spray de impermeabilização para pequenas peças, como carteiras, sapatos, bolsas e roupas.

Desafio de empresa grande é manter a qualidade

Ariadne Mecate, consultora de negócios do Sebrae-SP, diz que já na primeira iniciativa da piscicultura, Paixão tinha tudo para desistir, mas ele teve a iniciativa de começar outro negócio.

"Em geral, quando sua empresa quebra, você não perde apenas o dinheiro, mas também sua autoestima", diz ela, apontando algumas características empreendedoras de Paixão, como busca por oportunidades, iniciativa, persistência e comprometimento.

Ela diz, no entanto, que o desafio da empresa é sempre buscar inovação para se diferenciar da concorrência e manter a qualidade do serviço no seu processo de expansão.

"Em tese, qualquer pessoa pode começar um negócio similar. Por isso, o desafio é se diferenciar dos concorrentes, focar na gestão do seu negócio, dando suporte aos franqueados, e investir no atendimento dos clientes. O risco de uma empresa grande demais é não dar conta de manter a mesma qualidade", declara.

Outro ponto de atenção, diz Ariadne, é desenvolver produtos e serviços complementares, para que a empresa consiga atender a clientela mais vezes ao ano. "Afinal, não é todo mês que a gente contrata serviço de higienização de sofá", diz.

Empreendedorismo