IPCA
0,42 Fev.2024
Topo

Imposto de Renda 2023: Tenho imposto a pagar; vale a pena parcelar?

Stefan
Imagem: Stefan

Diana Ribeiro

Colaboração para o UOL, de São Paulo

21/03/2023 12h06Atualizada em 03/04/2023 14h22

Se tiver imposto a pagar, em vez de receber restituição na declaração do Imposto de Renda 2023, é melhor quitar à vista ou parcelar? A recomendação dos especialistas é que o valor seja pago em cota única, se o contribuinte tiver o dinheiro na mão.

Parcelas são acrescidas de juros

  • A Receita Federal permite que quem tem imposto a pagar superior a R$ 100 no IR 2023 parcele o valor da dívida em até oito prestações fixas mensais, com valor mínimo de R$ 50 em cada parcela.
  • No parcelamento, o valor é acrescido de juros e correção sobre cada parcela. Portanto, o valor final pago nessa opção será maior do que o pago à vista.
  • É cobrado 1% de juros sobre o valor da parcela mais a variação mensal da taxa Selic.
  • Em caso de atraso no pagamento, o valor fica ainda mais salgado. Além dos juros, ocorrerá também a incidência de multa de 0,33% ao dia, até o limite de 20% sobre o valor da parcela.

Se puder, pague o imposto à vista

  • A recomendação dos especialistas é unânime: pague o valor total em uma única parcela, se puder, para evitar os juros.
  • A 1ª parcela (ou cota única), que deve ser paga em 31 de maio, não tem acréscimo no valor. A 2ª parcela sofrerá adicional de 1% de juros, com vencimento em 30 de junho.
  • O valor das demais parcelas, mesmo se pagas no prazo legal, serão acrescidas de juros calculados com base na taxa Selic, acumulada mensalmente a partir de 1º de junho de 2023 até o mês anterior do pagamento, mais 1% relativo ao mês do pagamento.
  • Não pegue empréstimos para pagar à vista. Leonardo Oliveira, diretor executivo da NTW Resende, afirma que não vale a pena. Isso porque a diferença da taxa do empréstimo não compensa os ganhos de pagar o imposto em cota única.

Quando vale a pena parcelar o imposto de renda?

  • O parcelamento do imposto vale a pena em dois casos, de acordo com as orientações do tributarista Paulo Victor Vieira da Rocha, sócio da VRMA Advogados.
  • Em primeiro lugar, se o contribuinte não tem dinheiro.
  • E o segundo é se o contribuinte, mesmo tendo o dinheiro, está com ele aplicado em algum investimento que renda mais que a Selic.
  • "Fora esses dois casos, entendemos que o parcelamento não apresenta maiores benefícios, já que a dívida será financiada a juros relativamente altos, tendo em vista o histórico recente da Selic", aconselha Rocha.

O que não pode ser parcelado?

  • Se você pretende doar parte do imposto a pagar para entidades ligadas ao Estatuto da Criança e do Adolescente e ao Conselho do Idoso, o valor da doação deve ser pago à vista, utilizando o Darf (Documento de Arrecadação Federal) específico para essa finalidade no menu "Imprimir".

Passo a passo de como parcelar o imposto

  • Localize a ficha "Resumo da Declaração" no menu do lado esquerdo da tela de preenchimento do IR 2023.
  • Selecione o item "Cálculo do Imposto".
  • Dentro dessa ficha, você encontrará o valor do "Imposto a Pagar" na parte inferior.
  • Localize o quadro do lado direito do "Imposto a pagar".
  • Entre na aba "Parcelamento".
  • Selecione o número de parcelas desejado.
  • Para imprimir o Darf, localize a opção "Imprimir" no menu do lado esquerdo da tela do programa.
  • Selecione o item "Darf do IRPF".
  • Escolha a parcela para pagamento e clique em "OK".
  • Repita o processo para imprimir as demais parcelas.

O Imposto de Renda é uma declaração que deve ser realizada por pessoas e empresas à Receita Federal anualmente. No documento, devem ser relatados todos os rendimentos ganhos ao longo daquele período. Por meio da declaração, o governo analisa quais tributos já foram pagos pelo contribuinte e se o declarante deve receber restituição ou pagar algum valor de acordo com a tabela pré-estabelecida. Veja abaixo todas as notícias e informações sobre o Imposto de Renda 2023.