PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

2021: Um ano para investir no setor imobiliário

Exclusivo para assinantes UOL
Juliana Mello

Juliana Mello

Sócia-diretora de Novos Negócios e Distribuição na Fortesec, empresa financeira especializada em investimentos imobiliários

21/12/2020 04h00

É praticamente uma unanimidade a ideia de que 2020 foi o ano mais difícil em muito tempo, seja pelo viés econômico, de saúde, ou social. As circunstâncias difíceis, no entanto, não foram suficientes para frear o avanço do setor imobiliário no Brasil, e as perspectivas futuras apontam para um 2021 melhor.

O cenário macroeconômico indica que o terreno já está pavimentado para esse avanço: pelo cenário base apontado pelos agentes do mercado financeiro, a economia volta para o ritmo de crescimento, a inflação deve ser controlada no próximo ano, a taxa básica de juros permanece baixa por muito tempo e, ao que tudo indica, a situação fiscal também seguirá sob controle. E onde entra a construção nesse cenário?

A expectativa positiva já reflete nos planos do empresariado do ramo imobiliário. A Associação Brasileira das Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) fez um levantamento com presidentes e diretores de 38 das maiores empresas do setor que mostra como as perspectivas são boas. A pesquisa indicou que 97% dos empresários pretendem lançar novos projetos na janela de 12 meses e 92% deles comprarão terrenos no período.