IPCA
0,42 Fev.2024
Topo

Quanto ganho ao me aposentar investindo R$ 500 todo mês no Renda+?

Veja quanto você vai receber ao se aposentar se investir R$ 500 todo mês - AscentXmedia/iStock
Veja quanto você vai receber ao se aposentar se investir R$ 500 todo mês Imagem: AscentXmedia/iStock

14/04/2023 04h00

Você sabe quanto ganharia se investisse, digamos, R$ 500 todos os meses no novo título do Tesouro Direto, que foi feito para complementar a aposentadoria?

Na coluna de hoje eu explico como funciona essa modalidade de investimento, em comparação com os títulos tradicionais do Tesouro, e trago simulações de quanto é possível receber por mês, no futuro, se você investir mensalmente nesses papéis.

Como o Tesouro ajuda na aposentadoria

O Tesouro Direto é um investimento que pode ser útil para complementar a aposentadoria porque o risco de você tomar calote é praticamente zero, além de ser uma modalidade relativamente fácil de investir.

Entre os três títulos tradicionais do Tesouro Direto, o mais adequado para aposentadoria é o Tesouro IPCA+, pois com ele o seu dinheiro acompanha a inflação e ainda recebe adicionalmente uma taxa de juros.

Atualmente, os juros do Tesouro IPCA+ estão em cerca de 6,1% ao ano. Isso quer dizer que, se a inflação ficar em 5% ao ano, os papéis renderão cerca de 11% ao ano. Tirando o Imposto de Renda, a rentabilidade ficaria em torno de 9,5% ao ano.

Como funciona o novo título

O novo título do Tesouro, chamado Renda+, rende praticamente o mesmo que o Tesouro IPCA+, ou seja, inflação mais 6,1%, aproximadamente.

A diferença é que o novo título passa a fazer pagamentos para o investidor a partir de uma determinada data, como se fosse a aposentadoria.

Por exemplo, o Tesouro Renda+ 2035 permite que você invista nele todos os meses até o ano de 2035. A partir de então, você para de fazer aportes e passa a receber pagamentos mensais pelos 20 anos seguintes, até dezembro de 2054. Nesta última data o título vence e você não tem mais o que resgatar.

Como a rentabilidade do Renda+ é igual à do Tesouro IPCA+, a diferença acaba sendo o fato de que o primeiro paga uma espécie de salário durante 20 anos até o dinheiro acabar, enquanto o segundo devolve todo o seu dinheiro na data de vencimento.

Quanto se ganha com o Renda+ em comparação com o Tesouro IPCA+

Investindo R$ 500 por mês no Tesouro Renda+ 2030, você passaria a receber R$ 307 por mês a partir do ano de 2030, até dezembro de 2049. Isso porque você só tem sete anos para acumular, e 20 anos para receber esse dinheiro.

Veja quanto você ganharia investindo R$ 500 por mês nos diferentes títulos Renda+ disponíveis. O número que aparece no final do nome do título é a data em que você começaria a receber os rendimentos.

  • Renda+ 2030: R$ 307,69
  • Renda + 2040: R$ 952,48
  • Renda+ 2050: R$ 1.931,19
  • Renda+ 2060: R$ 3.418,31
  • Renda+ 2065: R$ 4.450,81

Ou seja, investindo R$ 500 por mês no Renda+ 2065, você passa a receber, a partir do ano de 2065, R$ 4.450 todos os meses até dezembro de 2084.

Com o Tesouro IPCA+, você não tem esse pagamento de salário após a data de vencimento. Em vez disso, você pode reinvestir o dinheiro e obter uma renda vitalícia.

Então, na prática, com o Renda você recebe uma renda por 20 anos, e com o IPCA+ você pode receber uma renda menor, só que vitalícia.

Um ponto a observar é que o IPCA+ não paga juros mensalmente, e sim semestralmente. Por exemplo, em vez de você ganhar R$ 1.000 por mês você ganha R$ 6.000 por semestre.

Veja agora abaixo quanto você ganharia de renda vitalícia se investisse R$ 500 por mês no Tesouro IPCA+ até uma determinada data:

  • Até 2030: R$ 181,79
  • Até 2040: R$ 558,89
  • Até 2050: R$ 1.140,99
  • Até 2060: R$ 2.039,50
  • Até 2065: R$ 2.658,00

Veja que os valores que você receberá no Tesouro IPCA+ são bem menores, mas são vitalícios. Já os que receberá no Renda são maiores, mas acabarão em 20 anos.

Não se trata, portanto, de haver um título que seja melhor que o outro. Trata-se de cada investidor escolher o que prefere: uma renda vitalícia menor ou uma renda maior que dure 20 anos?

Cálculos

As simulações desta coluna podem trazer resultados diferentes daqueles apresentados no próprio site do Tesouro Direto, pois eu não utilizei necessariamente as mesmas premissas que eles. Considerei o cenário atual de juros e uma inflação de 5% ao ano.

Também preciso deixar claro que os dados são apenas uma estimativa. Não é possível prever com segurança o que vai acontecer nas próximas décadas com este ou qualquer investimento.

Mas, para fins desta coluna, não importa. O que importa é a comparação entre os dois tipos de título do Tesouro. Seja qual for o cenário futuro, a diferença entre a remuneração do Renda+ e a do IPCA+ tende a seguir uma proporção próxima à dos números mostrados acima.

Alguma dúvida?

Tendo alguma dúvida sobre investimentos, me siga no Instagram e envie uma mensagem por lá. Sua pergunta poderá ser respondida em breve nesta coluna.

Este material não é um relatório de análise, recomendação de investimento ou oferta de valor mobiliário. Este conteúdo é de responsabilidade do corpo jornalístico do UOL Economia, que possui liberdade editorial. Quaisquer opiniões de especialistas credenciados eventualmente utilizadas como amparo à matéria refletem exclusivamente as opiniões pessoais desses especialistas e foram elaboradas de forma independente do Universo Online S.A.. Este material tem objetivo informativo e não tem a finalidade de assegurar a existência de garantia de resultados futuros ou a isenção de riscos. Os produtos de investimentos mencionados podem não ser adequados para todos os perfis de investidores, sendo importante o preenchimento do questionário de suitability para identificação de produtos adequados ao seu perfil, bem como a consulta de especialistas de confiança antes de qualquer investimento. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura e não está isenta de tributação. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, a depender de condições de mercado, podendo resultar em perdas. O Universo Online S.A. se exime de toda e qualquer responsabilidade por eventuais prejuízos que venham a decorrer da utilização deste material.