IPCA
0,46 Jun.2024
Topo

Quanto investir para ganhar R$ 5.000 todo mês quando me aposentar?

Investidor: quanto você precisa investir para ter renda de R$ 5 mil na aposentadoria - fizkes/iStock
Investidor: quanto você precisa investir para ter renda de R$ 5 mil na aposentadoria Imagem: fizkes/iStock

24/05/2023 04h00

Você tem ideia de quanto dinheiro teria que juntar para, no futuro, ter uma renda vitalícia equivalente a R$ 5.000 por mês?

Na coluna de hoje eu trago simulações para quem pretende investir por 10, 20 ou 35 anos, em aplicações de risco baixo, médio ou alto.

Risco baixo: R$ 1.500 por mês em 35 anos

Se você quiser investir correndo o menor risco possível, uma opção altamente indicada é um título do Tesouro Direto chamado Tesouro IPCA.

Atualmente, seria necessário ter cerca de R$ 1,4 milhão nesse título para receber um total de R$ 60 mil por ano, ou seja, uma média de R$ 5.000 por mês.

Para se aposentar daqui a 35 anos ganhando o equivalente R$ 5.000 mensais, seria preciso investir, nesse título do Tesouro, em torno de R$ 1.500 por mês, considerando a rentabilidade atual dessa aplicação e estimando uma inflação média de 4,5% ao ano ao longo de todo o período.

Quando eu digo "equivalente a R$ 5.000 por mês", estou dizendo que você não receberá esse valor, e sim um valor bem maior, mas que, por causa da inflação, teria um poder de compra equivalente ao de R$ 5.000 hoje.

Veja, portanto, que a ideia de viver de renda investindo só em aplicações de baixo risco acaba sendo inviável para a maior parte da população. Quem é que pode investir R$ 1.500 por mês desde o início da carreira?

Além disso, para o seu patrimônio não perder poder de compra ao longo dos anos, o valor dos aportes teria que ser reajustado pela inflação todo ano. Por exemplo, se após um ano de investimentos a inflação for de 10%, a partir do 13º mês o valor dos aportes deveria passar a R$ 1.650 (ou seja, os R$ 1.500 iniciais mais 10%).

Esse raciocínio de reajustar o valor dos aportes pela inflação, assim como o de que você receberá o equivalente a R$ 5.000, e não exatamente R$ 5.000, vale para todas as simulações desta coluna.

Também é importante falar que todos os cálculos já descontam o Imposto de Renda.

Se o objetivo for se aposentar em 20 anos, o valor dos aportes mensais no Tesouro deve subir para R$ 3.733 por mês. Se for em 10 anos, para nada menos do que R$ 9.410 por mês.

Risco médio: R$ 501 por mês em 35 anos

Em aplicações de risco médio, é possível chegar a uma renda vitalícia equivalente a R$ 5.000 por mês investindo apenas R$ 501 por mês durante 35 anos, ou R$ 1.689 durante 20 anos, ou ainda R$ 5.011 por 10 anos.

A aplicação que usei como exemplo de investimento de risco médio foram os fundos de investimento imobiliário (FIIs).

Considerei um retorno médio de 7% ao ano. Hoje, é bem possível encontrar fundos imobiliários com rendimento bem acima disso. Na verdade, os FIIs mais negociados (com pelo menos R$ 500 mil em negócios por dia) estão com um retorno médio de 11,1% ao ano.

Mas preferi usar uma taxa bem mais conservadora (7% ao ano) por dois motivos. Primeiro, porque existem grandes chances de o retorno médio dos FIIs baixar nos próximos anos, caso o Banco Central resolva reduzir a taxa básica de juros, a Selic.

O segundo motivo é que essa rentabilidade média de 11,1% inclui alguns fundos muito arriscados, que puxam a média para cima. Se olharmos apenas para os FIIs mais estáveis e defensivos, o rendimento gira em torno de 8% a 10% ao ano atualmente.

Essa simulação considera que você, além de fazer os aportes mensais, reinvestirá 100% dos rendimentos que seus FIIs pagarão a você ao longo do período.

Risco alto: R$ 247 por mês em 35 anos

Em aplicações de maior risco, é possível (mas não garantido) que você chegue a uma renda vitalícia equivalente a R$ 5.000 mensais se investir R$ 247 por mês durante 35 anos ou R$ 1.044 por 20 anos ou, ainda, R$ 3.514 ao longo de 10 anos.

As aplicações de alto risco, nesse caso, seriam ações de empresas na Bolsa de Valores. Para chegar a esse resultado, seria necessário reinvestir todos os dividendos que você recebesse durante o período de acumulação, além de fazer os aportes mensais com dinheiro do seu bolso.

Nesse cálculo considerei uma rentabilidade de 9% ao ano, já descontando o Imposto de Renda e a inflação.

Essa rentabilidade é possível de ser obtida se você pensar que uma boa empresa pode crescer a uma taxa real média de 9% ao ano.

O ideal, nesse caso, é buscar ações de companhias de tamanho médio, mas com alto potencial de crescimento a longo prazo.

Cuidados a serem tomados

No caso dos investimentos de risco alto, não é recomendável fazer um planejamento para se aposentar em dez anos ou menos.

Trata-se de um período muito curto. Se houve uma crise forte no período, é possível que você não consiga recuperar o patrimônio até o momento de se aposentar.

Por exemplo, quando veio a crise de 2008, o Ibovespa, índice que representa as ações mais negociadas do país, só foi se recuperar totalmente dez anos depois.

Alguma dúvida?

Tendo alguma dúvida sobre investimentos, me siga no Instagram ou no TikTok e envie uma mensagem por alguma dessas redes. Sua pergunta poderá ser respondida em breve nesta coluna.

Este material não é um relatório de análise, recomendação de investimento ou oferta de valor mobiliário. Este conteúdo é de responsabilidade do corpo jornalístico do UOL Economia, que possui liberdade editorial. Quaisquer opiniões de especialistas credenciados eventualmente utilizadas como amparo à matéria refletem exclusivamente as opiniões pessoais desses especialistas e foram elaboradas de forma independente do Universo Online S.A.. Este material tem objetivo informativo e não tem a finalidade de assegurar a existência de garantia de resultados futuros ou a isenção de riscos. Os produtos de investimentos mencionados podem não ser adequados para todos os perfis de investidores, sendo importante o preenchimento do questionário de suitability para identificação de produtos adequados ao seu perfil, bem como a consulta de especialistas de confiança antes de qualquer investimento. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura e não está isenta de tributação. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, a depender de condições de mercado, podendo resultar em perdas. O Universo Online S.A. se exime de toda e qualquer responsabilidade por eventuais prejuízos que venham a decorrer da utilização deste material.