PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Petrobras, BTG e Helbor: 3 ações para ficar de olho hoje

Petrobras: Silva e Luna já se declarou favorável a medidas para suavizar impactos nos preços dos combustíveis na bomba - SERGIO MORAES
Petrobras: Silva e Luna já se declarou favorável a medidas para suavizar impactos nos preços dos combustíveis na bomba Imagem: SERGIO MORAES
Conteúdo exclusivo para assinantes

Felipe Bevilacqua

17/03/2021 08h41

No Investigando o Mercado de hoje, analisarei três notícias importantes.

A primeira é sobre a Petrobras e a indicação do novo presidente da estatal. A segunda é uma aquisição realizada pelo Banco BTG Pactual. E a terceira é sobre o resultado da construtora Helbor.

Um aviso: hoje enviarei, no fim do dia, o passo seguinte na evolução do investidor que estamos construindo semana após semana, a Carteira LVNT Moderada, onde teremos a inclusão de ações e Fundos Imobiliários focados em dividendos.

O UOL Economia tem uma área exclusiva para quem quer investir seu dinheiro de maneira segura e lucrar mais do que com a poupança. Conheça!

Confira a seguir a análise de Felipe Bevilacqua, analista e sócio-fundador da casa de análise Levante Ideias de Investimento. Todos os dias, Belivacqua traz notícias e análises de empresas de capital aberto para você tomar as melhores decisões de investimentos. Este conteúdo é exclusivo para os leitores de UOL Economia+. Conheça os recursos do serviço de orientação financeira UOL Economia+, para quem quer investir melhor.

Petrobras (PETR4): Comitê de Pessoas aprova indicação de Silva e Luna

Na noite desta terça-feira (16), o Comitê de Pessoas da Petrobras aprovou a elegibilidade do general da reserva Joaquim Silva e Luna para o posto de conselheiro da companhia e para o cargo de presidente executivo (CEO). Esse último ainda precisa ser deliberado pelo Conselho de Administração.

O comunicado encerra a polêmica em torno da qualificação de Silva e Luna. Embora tenha presidido a Itaipu Binacional, ele não possui experiência no setor de óleo e gás e jamais comandou empresa de grande porte, um dos requisitos para a aprovação.

Os impactos da indicação são incertos. A discussão em torno dos reajustes de combustíveis esfriou depois que o governo zerou o imposto federal sobre o diesel.

Silva e Luna já se declarou favorável a medidas para suavizar impactos nos preços dos combustíveis na bomba. A leitura é que, com ele, aumenta o risco de ingerência nos preços, com prejuízo para companhia.

BTG Pactual (BPAC11): Compra do aplicativo Kinvo

A empresa informou nesta terça-feira (16) a compra de 100% do capital social da Kinvo, plataforma de sincronização e consolidação de investimentos de diferentes instituições financeiras em um único lugar.

A Kinvo possui mais de 700 mil usuários ativos, somando em torno de R$ 100 bilhões em investimentos cadastrados, acesso de 5 mil usuários por minuto e registro de movimentação diária em torno de R$ 72 milhões.

A aquisição é estratégica. Permitirá ao BTG enxergar melhor os dados e perfis de seus usuários, gerando insights para a inteligência de negócios. A transação está sujeita à verificação de determinadas condições e à aprovação regulatória, por exemplo, pelo Banco Central.

Helbor (HBOR3): Resultados do quarto trimestre

A Helbor (HBOR3) divulgou na noite de terça-feira (16), após fechamento do mercado, seus números referentes ao quarto trimestre de 2020. Os resultados estão em linha com as expectativas, com números mais fracos na receita líquida compensados por avanço no lucro líquido.

A receita operacional líquida veio abaixo do esperado: queda de 34,0% na comparação trimestral e de 52,7% no ano contra ano, totalizando R$ 212,7 milhões no quarto trimestre.

O lucro bruto apresentou recuo de 8,4% na comparação trimestral, e avanço de 90,4% no ano contra ano, registrando R$ 55,6 milhões no quarto trimestre.

Como destaques operacionais, a Helbor apresentou recuperação em seu VGV (Volume Geral de Vendas) de lançamentos, aumentando em 88,9% no trimestre, registrando R$ 259,1 milhões.

Em nossa visão, a Helbor divulgou resultados contidos, porém em linha com as expectativas, registrando melhora em suas margens e tímida melhora em seu lucro. Deste modo, esperamos impacto neutro no preço das ações (HBOR3) no curto prazo.

Este material foi elaborado exclusivamente pela Levante Ideias e pelo analista Felipe Bevilacqua (sem qualquer participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco . Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.

PUBLICIDADE

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL