PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

CVC e Cemig: duas ações com impactos no curto prazo

CVC: Mesmo com cenário ainda extremamente turbulento, a empresa toma medidas para que as operações retornem com força - Divulgação
CVC: Mesmo com cenário ainda extremamente turbulento, a empresa toma medidas para que as operações retornem com força Imagem: Divulgação
Conteúdo exclusivo para assinantes

Felipe Bevilacqua

29/03/2021 08h31

Esta semana termina o prazo para divulgação, pelas empresas com ações na Bolsa, dos resultados do último trimestre de 2020 e do consolidado do ano. Hoje analiso os números de duas delas, divulgados na sexta-feira (26), após o fechamento de mercado.

A CVC (CVCB3), operadora de viagens, recuperou parte dos prejuízos no quarto trimestre de 2020, quando as restrições de circulação diminuíram. A retomada da pandemia, porém, complica o cenário para 2021.

No setor elétrico, a Cemig divulgou bons números, com destaque para aumento de receita e lucro, e redução das despesas.

O UOL Economia tem uma área exclusiva para quem quer investir seu dinheiro de maneira segura e lucrar mais do que com a poupança. Conheça!

Confira a seguir a análise de Felipe Bevilacqua, analista e sócio-fundador da casa de análise Levante Ideias de Investimento. Todos os dias, Belivacqua traz notícias e análises de empresas de capital aberto para você tomar as melhores decisões de investimentos. Este conteúdo é exclusivo para os leitores de UOL Economia+. Conheça os recursos do serviço de orientação financeira UOL Economia+, para quem quer investir melhor.

CVC CORP. (CVCB3): Muitas incertezas no horizonte

Os números da operadora de viagens CVC Corp. indicam clara retomada das viagens no último trimestre de 2020, embora tenham ficado em um terço do valor de reservas confirmadas e receita líquida proveniente das confirmações das viagens.

Tanto as operações do Brasil como as da Argentina tiveram resultados negativos em mais de 60% nas reservas e receita líquida, com o consolidado do ano fechando em prejuízo líquido de R$ 1,23 bilhão. Teria sido pior, caso não houvesse uma reversão de imposto de renda, com efeito positivo no resultado líquido em torno de R$ 600 milhões.

As perspectivas seguem nada promissoras no curto prazo para a CVC (CVCB3), com a pandemia em seu pior momento no Brasil. A severa restrição de circulação de pessoas deve pressionar fortemente o resultado da companhia daqui por diante.

As reservas confirmadas no quarto trimestre de 2020 foram de R$ 1,85 bilhão, cerca de 78% acima do terceiro trimestre do ano passado, porém ainda 63% abaixo do mesmo período do ano anterior. No ano, as reservas confirmadas ficaram em R$ 6,37 bilhões, 67,1% abaixo de 2019, com receita líquida total de R$ 517,4 milhões em 2020, contra R$ 1,73 bilhão no ano anterior.

Mesmo com cenário no curto prazo ainda extremamente turbulento, a empresa vem tomando diversas medidas para que as operações retornem com força e mantenha uma visão de rentabilidade no longo prazo, com uma reestruturação administrativa e de governança.

Em resumo, num cenário de conclusão da imunização em massa no Brasil e no mundo, a CVC poderá estar melhor estruturada e até ampliar a rentabilidade que tinha antes da pandemia. O prazo para esse cenário, porém, pode se prolongar por tempo indeterminado, aumentando o risco de queima de caixa pela companhia e gerando problemas mais graves de liquidez e financiamentos de suas operações.

Cemig (CMIG3/CMIG4) - Resultados sólidos e impactos positivos no curto prazo

A Cemig, concessionária de energia elétrica com sede em Belo Horizonte (MG), divulgou resultados acima das expectativas, beneficiados pelo maior volume de vendas de distribuição (avanço de 2,3% na comparação anual) e redução das despesas. As ações da Cemig são negociadas pelos códigos CMIG3 e CMIG4.

O avanço foi mais expressivo no setor residencial, com alta de 7,3% ante o mesmo período em 2019, explicado pela incorporação de 141,1 mil unidades consumidoras, além do maior tempo de permanência das pessoas em casa. Destaque também para o setor industrial, com alta de 9,6% no período. O setor de comércio e serviços recuou em 12,7%.

De forma consolidada, a receita líquida da Cemig registrou alta de 5,8% no ano contra ano, totalizando R$ 6,9 bilhões no quarto trimestre. No acumulado do ano, a linha apresentou contração de 1%, totalizando R$ 25,2 bilhões em 2020.

Em relação ao seu lucro líquido, a Cemig registrou avanço no trimestre de 136,2% (ano contra ano), totalizando R$ 91,3 bilhões, acima das expectativas.

Os resultados são sólidos resultados e foram fortemente beneficiados pela reavaliação dos ativos da Light e pelos ganhos no resultado financeiro com os Eurobonds, além de taxas de impostos mais baixas. Dessa forma, temos a expectativa de um impacto positivo para as ações da companhia (CMIG3/CMIG4) no curto prazo.

Este material foi elaborado exclusivamente pela Levante Ideias e pelo analista Felipe Bevilacqua (sem qualquer participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco . Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.

PUBLICIDADE

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL