PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Vale produzirá níquel para carro elétrico, e Positivo fará urna eletrônica

Divulgação
Imagem: Divulgação
Conteúdo exclusivo para assinantes

Felipe Bevilacqua

29/12/2021 09h53

Hoje comentamos o aumento de produção de níquel pela Vale para uso em veículos elétricos e a licitação vencida pela Positivo para fazer urnas eletrônicas.

O UOL tem uma área exclusiva para quem quer investir seu dinheiro de maneira segura e lucrar mais do que com a poupança. Conheça!

Confira a seguir a análise de Felipe Bevilacqua, analista e sócio-fundador da casa de análise Levante Ideias de Investimento. Todos os dias, Bevilacqua traz notícias e análises de empresas de capital aberto para você tomar as melhores decisões de investimentos. Este conteúdo é exclusivo para os assinantes do UOL.

Vale produzirá mais níquel para baterias de veículos elétricos

A mineradora Vale (VALE3) pretende aumentar sua produção de níquel nos próximos anos, de acordo com notícias veiculadas na mídia.

A companhia, que é hoje a líder mundial na produção de níquel de origem sustentável, visa atender à crescente demanda do metal para a produção de baterias de carros elétricos.

Atualmente, 5% do níquel que a empresa produz é destinado à cadeia de suprimentos de veículos elétricos. Esse percentual deve subir para 30% a 40% nos próximos anos, acompanhando a evolução do mercado de carros elétricos.

Vemos a notícia como positiva para a mineradora, apesar de não esperarmos impactos em suas ações no curto prazo, já que esse é um projeto de longa maturação e que ainda possui baixa representatividade nos resultados da empresa.

O movimento mostra que a Vale está atenta às novas tendências sustentáveis e que quer estar bem posicionada em um setor de rápido crescimento.

Lá atrás a Vale chegou a estudar a possibilidade da separação das operações de metais básicos das de minério de ferro, abrindo capital de uma nova companhia focada apenas nesse segmento, para destravar valor. Isso pode voltar à tona com uma maior e crescente demanda pelo níquel.

Positivo vence licitação para fornecimento de urnas eletrônicas

A Positivo (POSI3), empresa produtora de computadores, notebooks, tablets e smartphones, venceu o processo licitatório do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para produção e fornecimento de urnas eletrônicas.

O edital da licitação compreende um fornecimento de até 176 mil urnas, além de outros produtos e serviços, pelo valor de R$ 1,179 bilhão.

Ainda que a companhia tenha sido a única habilitada na licitação, a confirmação da vitória dependia de fatores como a avaliação do preço, da proposta técnica e do modelo das urnas eletrônicas.

O modelo das urnas é "UE2022" e, de acordo com o órgão, a previsão é que sejam adotadas a partir das eleições de 2024.

Vemos a notícia como boa para as ações da Positivo, pois a empresa tem operado conforme as estratégias traçadas. A Positivo tem ampliado seu portfólio de fornecedores e produtos.

Seguindo o plano de diversificação de negócios, a Positivo anunciou no início do mês a parceria com a Nexgo, uma das maiores fabricantes de dispositivos para pagamentos da Ásia, com o objetivo de complementar seu portfólio de máquinas de segmento. Além disso, ainda nesta linha, a companhia fechou parceria com a Stone.

Por fim, a estratégia de ampliação de portfólio tem se mostrado correta, com as parcerias com empresas líderes em adquirência (maquininhas de pagamento) ocorrendo em um momento bastante oportuno no mercado de soluções de pagamento.

Este material foi elaborado exclusivamente pela Levante Ideias e pelo analista Felipe Bevilacqua (sem qualquer participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco . Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.

PUBLICIDADE

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL