PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Você sabe qual a diferença entre B3 e Bovespa e qual a história da Bolsa?

Conteúdo exclusivo para assinantes

Felipe Cozer

31/12/2021 04h00

Quando o assunto é Bolsa de Valores, no Brasil, certamente você já ouviu falar em B3 e Bovespa. Mas você conhece qual a diferença entre os dois?

Saiba mais sobre a relação dos nomes e a história do mercado financeiro do nosso país.

O que é Bolsa de Valores?

A Bolsa de Valores é um ambiente de negociação de valores mobiliários como ações, contratos de produtos, como câmbio e juros, commodities e entre outros.

Como ela funciona?

A Bolsa funciona em um ambiente eletrônico, em que os compradores e vendedores se encontram e, mesmo sem saber a identidade um do outro, é possível realizar as negociações de maneira segura, pois o ambiente proporciona a confiança para realização dos negócios.

Como surgiu a B3

A história da B3 (Brasil, Bolsa, Balcão), que está sediada na cidade de São Paulo e que é a Bolsa de Valores oficial do Brasil, está relacionada à história de outras empresas.

Em 1890, foi fundada a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Após alguns anos, em 1917, a Bolsa de Mercadoria e Futuros (BM&F) foi criada. Já a Central de Custódia e de Liquidação Financeira de Títulos (Cetip) nasceu em 1984.

Em 2008, ocorreu uma união entre a Bovespa e a BM&F, o que deu origem à BM&FBovesp e, somente em 2017, a Cetip se fundiu à companhia para dar origem a B3.

Qual a diferença entre B3 e Bovespa?

A B3 é o resultado da fusão de algumas empresas e que busca atuar em um ecossistema mais amplo que a Bovespa, de produtos e serviços, o que contribui para um mercado mais eficiente.

Este material foi elaborado exclusivamente pelo PagBank e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco . Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.

PUBLICIDADE

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL