PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Auxílio emergencial pode afetar desempenho do comércio na Bolsa? Entenda

Exclusivo para assinantes UOL

Raphael Coraccini

Colaboração para o UOL, em São Paulo

19/04/2021 04h00

A nova rodada do auxílio emergencial, que começou a ser distribuída em abril, aumentou a expectativa dos investidores sobre o desempenho das empresas de comércio de bens e serviços na Bolsa de Valores. Dos quase R$ 45 bilhões destinados ao programa, R$ 12,75 bilhões serão gastos no setor, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Apesar dos últimos dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostrarem um aumento de 0,6% nas vendas do setor, após dois meses seguidos de queda, os analistas ouvidos pelo UOL afirmam que, diante da redução de dois terços no valor do auxílio com relação ao que foi distribuído em 2020, o montante será insuficiente para assegurar uma retomada.

Esse cenário afeta o desempenho das companhias do setor listadas na Bolsa de Valores? É o momento de investir? Confira o que dizem os analistas.