IPCA
0,83 Mai.2024
Topo

Eletrobras cai na Bolsa mesmo com possível oferta de ações hoje; e agora?

Getty Images
Imagem: Getty Images

Lílian Cunha

Colaboração para o UOL, em São Paulo

26/05/2022 15h05

Nesta quinta-feira (26), após o fechamento do pregão da Bolsa de Valores, às 17h, deve acontecer o lançamento da oferta de ações do processo de privatização da Eletrobras. Os trabalhadores que têm dinheiro no Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) poderão usar até metade do valor para comprar ações da companhia (ELET3).

As ações ELET3 encerraram em baixa de 2,09%, a R$ 43,98. Já as ELET6 também caiam na mesma hora, com baixa de 2,54%, a R$ 42,51 cada.

O que esperar desse cenário? É hora de ficar de olho em ações da Eletrobras? Veja abaixo o que dizem os especialistas consultados pelo UOL.

"A queda de 2% é normal por enquanto", diz Breno Bonani, analista da VGR Asset. Até que todas as regras do processo de privatização da Eletrobras sejam definidas, haverá muita instabilidade e o papel pode subir e cair algumas vezes.

A expectativa do mercado é que a operação movimente cerca de R$ 30 bilhões — a maior oferta de ações deste ano até então. Desse total, algo em torno de R$ 6 bilhões virão dos investidores do tipo pessoa física que usarão o FGTS. A estruturação dos procedimentos para usar o FGTS está a cargo da Caixa, operadora do fundo.

"Falta a confirmação da data de precificação que, a princípio, ocorreria no dia 9 de junho", diz Ilan Arbetman, analista da Ativa Investimentos. Também falta definir as características da oferta, que pode ou não envolver a venda de papéis que pertencem ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O que fazer com as ações da Eletrobras?

É melhor esperar, diz Bonani. "Não vale a pena entrar agora, comprando. O preço vai mudar muito até que tudo se defina", afirma.

"A oferta é positiva para a empresa, mas deve segurar os preços do papel até que sejam definidos os preços de venda", declara Arbetman.

Este material não é um relatório de análise, recomendação de investimento ou oferta de valor mobiliário. Este conteúdo é de responsabilidade do corpo jornalístico do UOL Economia, que possui liberdade editorial. Quaisquer opiniões de especialistas credenciados eventualmente utilizadas como amparo à matéria refletem exclusivamente as opiniões pessoais desses especialistas e foram elaboradas de forma independente do Universo Online S.A.. Este material tem objetivo informativo e não tem a finalidade de assegurar a existência de garantia de resultados futuros ou a isenção de riscos. Os produtos de investimentos mencionados podem não ser adequados para todos os perfis de investidores, sendo importante o preenchimento do questionário de suitability para identificação de produtos adequados ao seu perfil, bem como a consulta de especialistas de confiança antes de qualquer investimento. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura e não está isenta de tributação. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, a depender de condições de mercado, podendo resultar em perdas. O Universo Online S.A. se exime de toda e qualquer responsabilidade por eventuais prejuízos que venham a decorrer da utilização deste material.