PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Cinco motivos para inscrever sua empresa no Prêmio da FIA e do UOL

As informações levantadas pelo Prêmio ajudam a tomar decisões estratégicas que garantem produtividade e satisfação dos colaboradores - iStock
As informações levantadas pelo Prêmio ajudam a tomar decisões estratégicas que garantem produtividade e satisfação dos colaboradores Imagem: iStock

Do UOL*, em São Paulo

07/02/2022 03h59

O Prêmio Lugares Incríveis para Trabalhar é uma iniciativa da FIA (Fundação Instituto de Administração) e do UOL para destacar as empresas brasileiras com os mais altos níveis de satisfação entre seus colaboradores --veja aqui como inscrever sua empresa na edição de 2022 do prêmio.

A partir da pesquisa FIA Employee Experience, elaborada com uma metodologia exclusiva da FIA, serão avaliados o ambiente de trabalho, a satisfação dos funcionário com os serviços de RH, a atuação da liderança, a relação dos funcionários com o CEO da companhia etc. Os vencedores serão anunciados num evento realizado pelo UOL e a FIA, planejado para agosto.

Mas, na prática, que benefícios sua empresa obtém ao participar do prêmio? Como isso pode trazer efeitos para sua organização, seus funcionários e seu negócio? Confira a seguir.

1. Atração e retenção de talentos

O Prêmio Lugares Incríveis para Trabalhar dá visibilidade às empresas participantes, que aumentam sua capacidade de atrair e reter novos talentos para suas equipes. Os participantes aliam sua marca à ideia de credibilidade e transparência em sua gestão de pessoas, fazendo com que a organização seja atraente para os melhores profissionais do país.

2. Valorização da equipe de RH

O processo da pesquisa é conduzido pela equipe de Recursos Humanos. A exposição destes profissionais aos dirigentes e gestores evidencia sua capacidade de mobilização do quadro de funcionários e sua função de mantenedores da cultura —ou de catalisadores da mudança, caso ela seja necessária.

Os ganhos de imagem com a eventual qualificação da empresa como um Lugar Incrível para Trabalhar também serão creditados, em grande parte, ao time de gestão de pessoas. É um mérito dentro e fora da organização, enriquecendo o currículo e a carreira destes profissionais, e tornando-os grandes parceiros do negócio.

3. Dados que contribuem para decisões estratégicas

A pesquisa FIA Employee Experience gera dados detalhados a respeito das organizações participantes. Essas informações apoiam a tomada de decisões gerenciais para a melhoria do ambiente de trabalho e das práticas de gestão de pessoas, visando sempre criar um espaço que seja agradável e produtivo ao mesmo tempo.

Para isso, a FIA mantém uma plataforma de dados chamada ATMOSFERA, ao qual as organizações terão acesso após a premiação. As informações apresentadas contribuem para a tomada de decisão de gestores e dirigentes. Além disso, as empresas participantes podem receber análises de seus dados feitas por especialistas em clima organizacional, workshops de gestão estratégica de clima com a equipe de RH e uma apresentação dos resultados ao CEO da organização.

4. Exposição de marca

A partir dos resultados da pesquisa FIA Employee Experience, as empresas de maior destaque serão reconhecidas no Prêmio Lugares Incríveis para Trabalhar. Toda a divulgação será feita pelo UOL, que recebe mais de 114 milhões de visitantes únicos por mês. Os Lugares Incríveis para Trabalhar serão conhecidos por dezenas de milhões de brasileiros e a marca da sua empresa pode estar nesta lista.

5. Seus funcionários serão ouvidos

A pandemia alterou a rotina de milhões de pessoas e mudou o esquema de trabalho de muitas equipes. A pesquisa mostra a visão dos funcionários sobre a experiência que a empresa está propiciando e como a companhia se compara em relação ao mercado. Como essas informações, é possível ajustar o que for necessário e continuar a investir esforços no que está dando certo, garantindo a produtividade e a satisfação dos colaboradores.

As inscrições para o Prêmio Lugares Incríveis para Trabalhar estão abertas até 30 de maio no site da pesquisa FIA Employee Experience.

*Com informações de reportagem de Diogo Antônio Rodriguez, publicada em 2020.