IPCA
0,83 Abr.2024
Topo

Aposentadoria 2023: Qual o aumento para quem ganha mais de 1 salário mínimo

Aposentadorias acima de um salário mínimo são reajustadas pelo INPC - iStock
Aposentadorias acima de um salário mínimo são reajustadas pelo INPC Imagem: iStock

Do UOL, em São Paulo

11/01/2023 04h00Atualizada em 11/01/2023 10h17

As aposentadorias acima de um salário mínimo vão ser reajustadas em 2023 com base no INPC, que foi de 5,93% em 2022. Veja tabela com os valores reajustados mais abaixo.

Como serão os reajustes?

  • O valor máximo das aposentadorias será de R$ 7.507,49.
  • A portaria interministerial oficializando foi publicada nesta quarta-feira (11) no DOU (Diário Oficial da União).
  • A portaria também estabelece o valor mínimo de R$ 1.302 para o pagamento de benefícios do INSS.

Como fica a aposentadoria de quem recebe salário mínimo

  • Decreto do ex-presidente Jair Bolsonaro publicado em dezembro fixou o valor do salário mínimo em R$ 1.302 para 2023 -- este é o valor que está valendo por ora, o que representa um reajuste de 7,43%.
  • No ano passado, o salário mínimo era de R$ 1.212.
  • No fim do ano passado, a equipe de Lula prometeu aumentar o valor para R$ 1.320 caso a PEC da Transição fosse aprovada. A medida passou no Congresso e o valor está previsto no Orçamento, mas agora o governo enfrenta outras dificuldades para fixar o piso em R$ 1.320.

O que você precisa saber

  • O valor máximo de aposentadorias e pensões pagas pelo INSS irá subir R$ 420,27, dos atuais R$ 7.087,22 para R$ 7.507,49 em 2023. O novo teto também será o valor de referência máximo para calcular as contribuições à Previdência.
  • O reajuste de 5,93% vale somente para quem recebe acima de 1 salário mínimo e estava recebendo os pagamentos em janeiro de 2022. O percentual será menor para quem começou a receber o benefício ao longo do ano passado.
  • Para quem recebe um salário mínimo, os depósitos de janeiro serão feitos entre os dias 25 de janeiro e 7 de fevereiro. Os segurados com renda mensal acima do piso nacional terão seus pagamentos feitos a partir de 1º de fevereiro.