Topo

Novo contingenciamento ficará abaixo de R$ 5 bi; PIB de 2019 será de 1,6%, dizem fontes

Por Marcela Ayres

20/05/2019 19h27

BRASÍLIA, 20 Mai (Reuters) - O novo bloqueio do governo ao Orçamento ficará abaixo de R$ 5 bilhões, disseram duas fontes da equipe econômica à agência de notícias Reuters nesta segunda-feira, acrescentando que o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) será cortado a um patamar de 1,6% para 2019.

Os valores serão publicados pelo governo na quarta-feira, data de divulgação do próximo relatório bimestral de receitas e despesas.

O contingenciamento virá na esteira da fraqueza econômica, com o menor ímpeto para a atividade afetando a previsão de arrecadação. Ele se somará ao bloqueio de quase R$ 30 bilhões já anunciado pelo governo no fim de março.

Por lei, o governo deve revisar suas contas a cada bimestre, especificando no relatório se deve segurar mais gastos ou se pode liberá-los, sempre de olho no cumprimento da meta fiscal, fixada para 2019 num déficit primário de R$ 139 bilhões para o governo central.

Neste ano, um alívio extraordinário poderá vir com a realização do leilão do excedente do pré-sal e com a privatização da Eletrobras. Mas diante das incertezas que rondam as operações o governo decidiu não contar ainda com essas receitas no seu planejamento orçamentário.

Na semana passada, o ministro da Economia, Paulo Guedes, já havia indicado a parlamentares, ao participar de audiência pública na Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso, que a expectativa do governo para o PIB cairia a 1,5%, ante patamar atual de 2,2%.

Mesmo com a revisão no relatório, o percentual seguirá mais otimista que a média do mercado. Economistas ouvidos pela mais recente pesquisa Focus, conduzida pelo BC junto a uma centena de profissionais, reduziram sua estimativa para o PIB pela 12ª semana consecutiva, a 1,24%.

O que o PIB tem a ver com a sua vida?

UOL Notícias

Mais Economia