PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Cotações

Temores sobre coronavírus retiram US$ 393 bi de mercados chineses apesar de apoio do governo

Jason Lee/Reuters
Imagem: Jason Lee/Reuters

Por Winni Zhou e Noah Sin

03/02/2020 08h21Atualizada em 03/02/2020 10h03

XANGAI/HONG KONG (Reuters) - Investidores retiraram US$ 393 bilhões (cerca de R$ 1,7 trilhão) do índice de ações de referência da China hoje, venderam o yuan e abandonaram commodities devido aos temores sobre a disseminação do coronavírus e seu impacto econômico, impulsionando as vendas no primeiro dia de comércio na China desde feriado do Ano Novo Lunar.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 7,88% —maior queda diária em mais de quatro anos— enquanto o índice de Xangai teve queda de 7,72%.

A liquidação ocorreu mesmo depois de o banco central chinês fazer sua maior injeção de dinheiro no sistema financeiro desde 2004 e apesar dos aparentes movimentos regulatórios para conter as vendas.

  • Em Hong Kong, o índice Hang Seng subiu 0,17%, a 26.356,98 pontos
  • Em Xangai, o índice SSEC perdeu 7,72%, a 2.746,61 pontos
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, retrocedeu 7,88%, a 3.688,36 pontos
  • Em Seul, o índice Kospi teve desvalorização de 0,01%, a 2.118,88 pontos
  • Em Taiwan, o índice Taiex registrou baixa de 1,22%, a 11.354,92 pontos
  • Em Singapura, o índice Straits Times desvalorizou-se 1,19%, a 3.116,31 pontos
  • Em Sydney o índice S&P/ASX 200 recuou 1,34%, a 6.923,30 pontos

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.
Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.
Mais podcasts do UOL no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas

UOL Explica - O que é o coronavírus?

Cotações