Topo

Todos a Bordo


Avião da Embraer é o jato executivo mais usado no Brasil e custa US$ 4,5 mi

Divulgação
Imagem: Divulgação

Vinícius Casagrande

Colaboração para o UOL, em São Paulo

03/11/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Embraer Phenom 100 é o jato executivo mais usado no Brasil
  • Segundo dados da Anac, há 86 unidades do modelo registradas no país
  • Em segundo lugar, está o Cessna CJ1 com 55 unidades
  • Outro jato da Embraer, o Phenom 300, aparece em terceiro lugar com 47 unidades

O Phenom 100, feito pela Embraer, é o jato executivo mais usado no Brasil atualmente. Segundo levantamento da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) feito a pedido do UOL, o modelo da Embraer tem 86 unidades registradas no país. Seu preço é US$ 4,5 milhões.

O jato da Embraer tem 56% mais unidades do que o segundo colocado, o modelo Cessna CJ1 (com 55 aviões em operação no país). Outro jato da Embraer completa o pódio dos modelos mais usados no Brasil: o modelo Phenom 300 conta com 47 unidades.

Apesar de o Phenom 100 ser o mais usado no Brasil, o jato mais vendido pela Embraer em todo o mundo é o Phenom 300. A maioria das entregas, no entanto, acontece para clientes estrangeiros. Nos nove primeiros meses deste ano, a Embraer entregou 35 aviões do modelo Phenom 300 e apenas sete Phenom 100.

Veja o ranking dos jatos executivos mais usados no Brasil:

  1. Phenom 100: 86 unidades
  2. Cessna CJ1: 55 unidades
  3. Phenom 300: 47 unidades
  4. Cessna CJ2: 23 unidades
  5. Cessna CJ3: 18 unidades
  6. Embraer Legacy 600: 17 unidades
  7. Cessna Citation Sovereign: 14 unidades
  8. Dassault Falcon 7X: 11 unidades
  9. Bombardier Challenger 300/350: 10 unidades
  10. Bombardier Global 6000: 10 unidades

Campeão em popularidade custa US$ 4,5 milhões

Jato executivo Phenom 100 tem capacidade de quatro a sete passageiros - Divulgação
Jato executivo Phenom 100 tem capacidade de quatro a sete passageiros
Imagem: Divulgação

O Phenom 100 realizou seu primeiro voo em 2007. Com preço-base de US$ 4,5 milhões (R$ 18 milhões) e capacidade entre quatro e sete passageiros, o jatinho é voltado para voos de curta e média distância. O alcance máximo é de 2.182 quilômetros. Decolando de São Paulo, o jato é capaz de fazer voos diretos para Recife (PE) ou Buenos Aires (Argentina).

A cabine de passageiros do Phenom 100 é relativamente apertada: 3,35 m de comprimento, 1,55 m de largura e 1,5 m de altura. Porém, o jato conta com um interior sofisticado. Segundo a Embraer, são 11 opções de designs de interior. Um dos projetos foi criado em parceria com a montadora alemã BMW.

Em 2016, o modelo recebeu alterações no projeto, incluindo novos motores que melhoram o desempenho do jatinho em aeroportos de regiões de altitude elevada. A nova versão ganhou a designação Phenom 100EV.

"O Phenom 100 EV é a evolução da aeronave mais espaçosa de sua classe, com melhorias no interior, como novo perfil do corredor para aumentar o espaço e tomadas reposicionadas com carregador USB", afirma a Embraer.

Cabine de comando do Phenom 100 conta com recursos avançados - Divulgação
Cabine de comando do Phenom 100 conta com recursos avançados
Imagem: Divulgação

Ficha técnica:

  • Tripulação mínima: 1 piloto
  • Capacidade: 4 a 7 passageiros
  • Envergadura: 12,30 metros
  • Comprimento: 12,82 metros
  • Motores: 2 x Pratt&Whitney Canada PW617F1-E
  • Velocidade máxima de cruzeiro: 752 km/h
  • Alcance máximo: 2.182 km
  • Período de produção: Desde 2007

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.
Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.
Mais podcasts do UOL em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas.

Série sobre Santos Dumont usou réplica perfeita do 14 Bis; veja bastidores

UOL Notícias

Todos a Bordo