ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Coluna

Reinaldo Polito

Assim como Obama, Temer gostou muito do teleprompter. E você sabe usar?

Divulgação/Twitter do Planalto
Michel Temer discursa em cerimônia de apresentação dos oficiais promovidos, na segunda (18) Imagem: Divulgação/Twitter do Planalto
Reinaldo Polito

Autor de 31 livros que venderam mais de 1 milhão de exemplares, dá dicas de expressão verbal para turbinar sua carreira.

19/12/2017 19h58

Paixão à primeira vista. Temer se encantou com o teleprompter desde que tomou posse como presidente. De lá para cá tem usado o aparelho em praticamente todos os eventos nos quais precisa falar em público. Tanto assim que o governo investirá R$ 20 mil na aquisição de mais dois novos aparelhos.

Essa decisão foi tomada porque, quando o presidente viaja para os diversos locais do país, o aparelho segue na frente. Durante o evento, Temer já encontra tudo montado para sua apresentação. Ocorre que nem sempre dá tempo de levarem o aparelho de volta para Brasília ou outro local onde tenha de se apresentar. Com mais dois aparelhos, o problema fica resolvido.

Um dos políticos que mais se valem do teleprompter, e que desenvolveu extraordinária habilidade para falar em público com seu auxílio, é Barack Obama. Suas apresentações são tão perfeitas que as pessoas nem percebem que ele está lendo com a ajuda do aparelho.

Estamos acostumados a ver oradores se apresentando com o teleprompter, também chamado de TP. Só que nem todo mundo sabe exatamente como funciona o aparelho, muito menos como usá-lo. Por isso, vamos dar aqui algumas dicas bastante simples para sua correta utilização.

O que é e como funciona o teleprompter

O teleprompter é um equipamento muito simples e bastante eficiente, idealizado para permitir a leitura de textos de maneira que os ouvintes mal percebam que o orador está lendo. O texto é inserido em um programa de computador e projetado, por meio de monitores, sobre placas de vidro, que ficam à frente do orador.

Devido à angulação das placas e à sua superfície espelhada, o orador consegue ler o texto refletido como se estivesse de fato mantendo contato visual com a plateia e falando de improviso, de forma que os ouvintes praticamente não percebam a leitura.

As placas de vidro transparente permitem que o público, por sua vez, veja o rosto do orador sem perceber o texto projetado pelo aparelho devido ao tratamento próprio em sua superfície. O orador lê o texto projetado na placa espelhada e, como olha na direção do público, dá a impressão de que improvisa tudo o que está dizendo.

A instalação de duas placas de vidro colocadas lateralmente, refletindo o mesmo texto, permite que o orador gire a cabeça e o tronco como se estivesse olhando para todo o auditório. Embora se possam colocar placas adicionais, o normal é a utilização de duas placas.

Em geral os aparelhos de teleprompter possuem placas de aproximadamente 20 centímetros de largura por 25 centímetros de altura, fixadas em hastes reguláveis de acordo com estatura do orador. Embora possa haver variações, de maneira geral, as placas comportam de quatro a sete linhas de até 20 caracteres por linha (cerca de quatro a cinco palavras).

As placas produzidas com essas características ficam praticamente imperceptíveis a partir de seis metros de distância do público. Em geral são instaladas de 1 m a 1,5 m de distância do orador, para uma perfeita visibilidade do texto. É preciso certo treino para se habituar à leitura de quatro a cinco palavras por linha, sem ter a visão de toda a frase.

Nas primeiras vezes, a fala sai um pouco truncada, e o orador se apresenta com artificialismo. Com a prática, a leitura adquire ritmo natural, e o comportamento diante do aparelho passa a ser espontâneo. Há oradores experimentados que só colocam algumas observações projetadas nas placas, como se fosse um roteiro de apoio.

Dicas para usar bem o teleprompter:

- Tenha sincronismo entre a leitura das informações projetadas na tela e a comunicação visual com a plateia.

- Não tenha pressa de chegar ao final do texto; as palavras não desaparecerão da placa enquanto você não terminar de ler.

- Fale de forma cadenciada e em ritmo adequado, atendendo às pausas e enfatizando as informações mais importantes.

- Exercite a movimentação da cabeça olhando de um lado para outro da plateia, para desfazer a rigidez da postura e demonstrar mais naturalidade com o giro do tronco.

- Cuidado para não girar a cabeça enquanto estiver lendo o texto. Nesse caso, ela se moveria para um lado da plateia, enquanto os olhos continuariam voltados para o outro, acompanhando o texto.

- Para evitar esse risco, gire a cabeça de um lado para o outro apenas no final das frases. Não há necessidade de girá-la sempre a cada frase.

- Deixe o semblante arejado e descontraído, com o objetivo de evitar que os ouvintes percebam a concentração no texto e o processo de leitura. Faça o possível para não mexer os olhos durante a leitura. Treine para manter os olhos fixos no meio da linha e em condições de ler a frase toda sem se movimentar.

- Leve o texto impresso em papel e fale com as folhas nas mãos ou apoiadas sobre a tribuna, para dar a impressão de que, de vez em quando, você consulta o texto como roteiro.

- Além disso, se houver algum problema com o aparelho, você terá o papel para continuar a leitura.

- Se você fizer um improviso com informações que estejam fora do discurso projetado, ao voltar à leitura, recomece por uma palavra ou frase que possa ser facilmente percebida pelo operador, para que ele saiba que é o momento de movimentar o texto.

- Como já foi visto, se você tiver bastante domínio do tema, poderá fazer a apresentação projetando no teleprompter apenas as frases que deem a você a sequência da exposição. Com esse recurso, você lê a frase e depois fica livre para fazer comentários complementares que desejar. É esse o recurso usado por Obama na maioria das vezes.

Pronto. Nada complicado. Com um pouco de treinamento, você terá domínio de um dos recursos mais importantes da comunicação. Observe os grandes líderes mundiais e veja como quase todos eles fazem apresentações em público usando o teleprompter.

Superdicas da semana:

  • Pratique sozinho o uso do teleprompter antes de lançar mão desse recurso na frente do público
  • Faça como exercício pelo menos dez leituras de textos diferentes de no mínimo cinco minutos cada uma
  • Use o teleprompter para leitura do texto todo ou como recurso de apoio, apenas com algumas anotações
  • Mesmo que não tenha perspectiva de usar já o teleprompter, faça um bom treinamento e fique bem preparado para quando precisar

Livros de minha autoria que ajudam a refletir sobre esse tema: "29 Minutos para Falar Bem em Público", publicado pela Editora Sextante. "As Melhores Decisões não Seguem a Maioria", “Oratória para advogados”, “Como falar de improviso e outras técnicas de apresentação”, "Assim é que se Fala", "Conquistar e Influenciar para se Dar Bem com as Pessoas" e "Como Falar Corretamente e sem Inibições", publicados pela Editora Saraiva. “Oratória para líderes religiosos”, publicado pela Editora Planeta.

Siga no Instagram - @reinaldo_polito
Siga pelo Facebook - facebook.com/reinaldopolito
Pergunte para saber mais contatos@polito.com.br