IPCA
0.01 Jun.2019
Topo

Coluna

Reinaldo Polito


Você deseja ser um youtuber ou gravar vídeos com qualidade? Veja dicas

iStock
Imagem: iStock
Reinaldo Polito

Autor de 31 livros que venderam mais de 1 milhão de exemplares, dá dicas de expressão verbal para turbinar sua carreira.

2018-10-23T04:00:00

23/10/2018 04h00

No final dos anos 1970, com a crise do petróleo, o Brasil desenvolveu um programa para a produção de carro a álcool. A propaganda que ficou na cabeça de quem viveu aquela época foi marcante: “Carro a álcool. Você ainda vai ter um”. Eu pensava: esses caras não me pegam, não, com esses carros que não dão partida no frio e precisam ser empurrados para pegar no tranco.

Entra ano, sai ano, e não é que um dia me vejo pedindo para o frentista do posto de combustível completar o tanque com álcool?! A ameaça, digo, a profecia da propaganda estava concretizada; acabei por ser proprietário de um carro movido a álcool. É flex, mas que funciona a álcool, funciona.

Da mesma forma como essa previsão deu certo, pelo menos no meu caso, me atrevo a fazer outra agora: “Vídeo. Você ainda vai gravar um”. Cada dia mais nos vemos obrigados, por uma série de circunstâncias, mas principalmente por questões profissionais, a gravar mensagens em vídeo.

Com bastante frequência recebo também jovens que desejam se transformar em youtubers. Andam fascinados com a projeção meteórica de meninos e meninas que se embrenharam nessa atividade. Querem saber como se comportar diante das gravações, que cuidado precisam ter e, principalmente, como agir para conquistar sucesso.

Quando pergunto o que sabem a respeito de gravações em vídeo, quase sempre vem a resposta óbvia: preciso filmar com a câmera deitada. Só? Embora seja fácil fazer boas filmagens com o celular, alguns cuidados básicos precisam ser adotados. São aqueles errinhos que não podem ser cometidos.

Na vida corporativa, nas atividades liberais ou como profissionais youtubers é preciso saber como se comportar bem nos vídeos. Um vídeo sem qualidade, postado por você, poderá arranhar a sua imagem e, em alguns casos, até de forma permanente. Por isso, aqui vão algumas regrinhas simples, que poderão ajudá-lo a tornar suas apresentações mais eficientes.

Cuidado com a aparência

Não é porque você faz um vídeo informal, às vezes, ou quase sempre até, dentro da sua própria casa, que vai negligenciar sua aparência. Lembre-se de que a sua gravação poderá ser vista por centenas, milhares ou, em alguns casos, por milhões de pessoas. Portanto, fique atento à roupa, ao penteado e aos adereços que irá usar.

Cuide bem do cenário

Consuma bastante tempo cuidando do cenário. Observe bem os objetos que vão aparecer no vídeo. Note como algumas pessoas são desleixadas com as gravações. Deixam no fundo peças de roupas jogadas, livros, revistas e jornais desarrumados. E tantos outros objetos que podem desviar a atenção de quem assiste e até passar imagem negativa de quem possam ser.

Nem sempre é possível se dar conta de como esses objetos podem atrapalhar. Por isso, habitue-se a fazer testes com pequenas gravações, só para ver como o cenário irá aparecer. Eu me lembro que, na época do Plano Cruzado, no governo de Sarney, um importante supermercadista foi acusado de vender papel higiênico por preços acima do estabelecido.

Esse empresário precisou prestar depoimento na Polícia Federal. Nem preciso dizer que a imprensa toda estava presente para cobrir o fato. Ele não tomou cuidado nas entrevistas, e uma das publicações estampou sua foto com logotipo da Polícia Federal bem atrás da sua cabeça. A dedução imediata de quem viu a foto foi a de que ele era culpado.

Grave com um bom equipamento

Hoje os aparelhos celulares possuem altíssima qualidade para fazer gravações. Por isso, mesmo que tenha de emprestar de um amigo ou alugar de uma empresa especializada um bom aparelho, escolha o que puder ter de melhor. Se pretender fazer gravações com frequência, faça o investimento e compre um de última geração.

Avalie a qualidade do som

De maneira geral, gravar vídeos usando o microfone da própria câmera pode não ser o ideal. Todos os ruídos do ambiente e dos arredores são captados, prejudicando a qualidade do som. Também nesse caso, compre um bom microfone externo; são baratos. Alguns de excelente qualidade não chegam a custar R$ 50. E já que estamos falando em som e microfone, verifique se o cabo do microfone é comprido o suficiente para poder ser escondido.

Eu mesmo, no início, cheguei a fazer algumas gravações com o fio do microfone à mostra. Dá um ar de trabalho amadorístico e caseiro. Uma ex-aluna, que trabalha numa emissora de televisão no sul do país, resolveu me entrevistar no final de uma de nossas aulas. Ela se descuidou, e o fio do microfone ficou o tempo todo aparecendo na gravação. A entrevista não pode ir ao ar por esse motivo.

Teste a iluminação

Talvez não precisasse dizer que, se a luz estiver atrás de você, sua imagem poderá ficar escura. Por esse motivo, prefira deixar a luz sempre na sua frente. Os celulares atuais trazem câmeras com luz bem potente. Para gravações a uma distância de até três metros, essa iluminação pode ser suficiente. Também nesse caso, faça vários testes antes da gravação definitiva.

Alguns youtubers investem em aparelhos de iluminação sofisticados, que chegam a dar mais qualidade à imagem e tornam a fisionomia mais simpática. Mais um caso em que vale a pena pensar em um pequeno investimento. Esses aparelhos também não são caros.

Não deixe erros e incorreções

Você não pode ter preguiça. Se cometer algum erro gramatical, pronunciar mal alguma palavra ou se equivocar em alguma informação, respire fundo e faça tudo de novo. Quantas vezes forem necessárias. Algumas gravações precisam ser refeitas dez vezes ou mais. É um trabalho que compensa.

Nesse item podemos acrescentar os vícios como “né?”, “tá?”, “ok?” no final das frases e os irritantes “ããã”, “ééé” durante as pausas. Elimine-os. Verifique também se não está repetindo palavras e expressões que se tornam vícios desagradáveis, como “tipo assim”, “na verdade”, “então”, etc. Também nesse caso, afaste-os da sua comunicação.

Há programas simples que permitem editar as gravações. Podem ser muito úteis para corrigir os erros cometidos, sem ter de gravar tudo novamente. Falando em edição, cuidado para não se entusiasmar e usar todos os recursos disponíveis no programa. Quanto mais simples, menor a possibilidade de cometer erros e excessos.

Vai bem uma transição de imagem, como se estivesse falando com câmeras diferentes. Funciona a inclusão de uma ou outra legenda. É recomendável, se souber fazer de maneira correta, gravar sobre um fundo verde ou azul para incluir imagens na montagem final, aproveitando a técnica do chroma key.

Providencie um tripé

É muito difícil encontrar uma pessoa que consiga fazer a filmagem segurando a câmera sem dar uma tremidinha. Quanto mais longa a gravação, mais difícil será manter esse controle. Tripés para sustentar celulares são baratos e muito úteis. Alguns possuem adaptações para todo tipo de superfície.

Seja natural

Aqui está o seu maior desafio: falar com naturalidade. A maioria das pessoas não consegue ficar natural diante da câmera. Conversam com desenvoltura no dia a dia, mas é só ligar a câmera para que percam a espontaneidade. Para atingir o ponto ideal, terá de praticar bastante. Ou seja, terá que dar um duro danado para conseguir ser você mesmo.

Dica para a naturalidade

Se tiver muita dificuldade para se comportar de maneira natural diante da câmera, aqui vai uma dica de ouro, que funciona na maioria dos casos: peça para que uma pessoa fique atrás da câmera e faça a pergunta que se encaixa na mensagem que você pretende passar. Ao falar como se estivesse respondendo à pergunta, ficará mais espontâneo. Ah, mas não se esqueça de que deverá olhar para a câmera, e não para quem fez a pergunta.

Fale com emoção

O fato de ser natural não significa que deva falar de maneira monótona, sem vida. Se você assistir aos vídeos que são postados, irá constatar que, junto com a falta de naturalidade, esse é o maior defeito que as pessoas apresentam: falam sem energia, sem vibração, sem entusiasmo.

Sem comprometer o seu estilo, interprete bem a mensagem que transmite. Faça com que as pessoas vejam na sua apresentação o envolvimento que o assunto merece. Só não vale falar como se estivesse num palanque fazendo discurso político. Neste caso também vale a pena fazer alguns testes.

Repita a mesma mensagem várias vezes com diferentes interpretações e demonstrações de envolvimento. Quando perceber que passou do ponto e a emoção começa a torná-lo artificial, é hora de colocar uma régua de limite, deixar uma pequena margem de segurança e permanecer nessa fronteira.

Além de ajudá-lo a encontrar a melhor interpretação, esses testes são importantes para que você treine bastante e possa se sentir mais à vontade diante da câmera. Por isso, quanto mais treinar, melhor será para o seu desempenho. Se comparar as últimas gravações com as iniciais, perceberá uma enorme diferença. Notará uma evolução excepcional.

Peça a alguém que considere sensato ajudá-lo na avaliação. Ah, e aceite as críticas como uma ajuda preciosa. Nada de reclamar ou tentar se justificar. Por isso, escolha alguém em quem confie bastante e possa ser um parceiro interessado no bom resultado de suas apresentações.

Observe as pausas com bastante cuidado

Especialmente nas primeiras gravações, ocorre normalmente um nervosismo mais acentuado. Por causa dessa insegurança, a tendência é acelerar a fala, pois o silêncio da pausa chega ser desconfortável. Treine até conseguir fazer pausas expressivas, que demonstrem seu domínio sobre o assunto.

Dê atenção especial à expressão corporal

Os gestos diante das câmeras devem ser moderados. O excesso pode tirar a concentração das pessoas. Procure não passar as mãos na frente do rosto, pois é quase certo que será criticado por isso. Tenha a parte superior do peito como limite para altura do gesto. A menos, lógico, que a mensagem e a emoção do momento exijam gestos mais contundentes.

Seja cuidadoso com a fisionomia. Nada de falar com aquele jeitão sério, carrancudo. A não ser que tenha de transmitir mensagens muito sérias ou pesadas, deixe o semblante arejado, simpático, expressivo, com um leve sorriso. Esse comportamento tem influência especial na percepção de quem assiste ao vídeo. Lembre-se também de olhar naturalmente para a lente da câmera. É assim que você demonstrará que fala diretamente com quem assiste à apresentação.

Prepare muito bem a mensagem

Mesmo que seja para falar por pouco tempo, prepare-se exaustivamente com a mensagem. Não deixe nada ao acaso. Se por ventura se esquecer de algo relevante na gravação, mais uma vez, insisto, não tenha preguiça --refaça a apresentação. Quanto mais perfeita, melhor.

Para quem deseja ser youtuber

Se você deseja se tornar um youtuber, além de todos esses cuidados que foram mencionados, procure se dedicar a um tema sobre o qual possa se especializar. Seu objetivo deve ser o de se transformar em referência no assunto. Aquele que atira para todos os lados acaba não acertando nenhum alvo.

Além desse foco, estude que aspecto do tema pode interessar mais às pessoas. Não adianta se dedicar a uma matéria, ter o domínio de todo o conteúdo, se o assunto não for ao encontro das aspirações de quem irá assistir aos vídeos. Por isso, pesquise, avalie e teste até descobrir o ponto que efetivamente interessará às pessoas.

É uma carreira atual, promissora e muito rentável em alguns casos. Há notícias de que os mais bem remunerados chegam a faturar milhões por mês. Por isso, mesmo que demonstre descontração, leveza e informalidade, precisará agir sempre com muito profissionalismo. Construa uma trajetória que possa realizá-lo e da qual possa se orgulhar. Não é fácil se sobressair, mas também não é impossível. Seja determinado e não recue diante dos obstáculos.

Superdicas da semana:

  • Fale diante da câmera com a mesma naturalidade com a qual se expressa no dia a dia
  • Fale com envolvimento e disposição. Nada de fala morninha
  • Tenha cuidado com o que vai aparecer no vídeo. Retire do cenário tudo o que possa prejudicar
  • Capriche no som. Nada de gravar de longa distância com o próprio microfone da câmera
  • Não deixe o fio do microfone aparecer
  • Refaça sempre que cometer um erro
  • Para ser um youtuber, dedique-se a um tema com afinco e aprenda a gravar bons vídeos

Livros de minha autoria que ajudam a refletir sobre esse tema: "29 Minutos para Falar Bem em Público", publicado pela Editora Sextante; “Vença o medo de falar em público”, “Oratória para advogados”, "Assim é que se Fala", "Conquistar e Influenciar para se Dar Bem com as Pessoas", “Superdicas para falar bem”, “Superdicas para escrever uma redação nota 1.000 no ENEM”, “As melhores decisões não seguem a maioria” e "Como Falar Corretamente e sem Inibições", publicados pela Editora Saraiva; e “Oratória para líderes religiosos”, publicado pela Editora Planeta.

Site – www.polito.com.br
Siga no Instagram - @reinaldo_polito
Siga pelo Facebook - facebook.com/reinaldopolito

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL