PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Descomplique

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Emergências financeiras: qual a melhor maneira de sair delas?

iStock
Imagem: iStock
Júlia Mendonça

Júlia Mendonça é formada em comércio exterior pela Universidade Positivo. Atuou como planejadora financeira entre 2015 e 2018. Especialista em orientação e planejamento financeiro pessoal, é coach e consultora de finanças, pós-graduada em investimentos, finanças e banking. É influenciadora digital no nicho de finanças e investimentos em um dos maiores canais do assunto na área do Brasil.

09/03/2021 04h00

Quando pensamos em emergências, muitas vezes passa pela nossa cabeça que existem apenas duas coisas que entram nessa categoria: ficar doente ou perder o emprego. Sim, essas são emergências, porém não são as únicas existentes. Você já pensou que bater seu carro, seu filho ou outro familiar ficar doente, uma despesa maior do que o planejado também são grandes contratempos?

Quando situações difíceis ocorrem, não temos muito tempo para ficarmos refletindo ou bolando mil planos. Tem que ser algo rápido, prático e que nos tire do sufoco o mais rápido possível. Por isso, trouxe maneiras mais baratas para conseguir sair de uma emergência financeira de forma fácil.

Renda extra

Esta com certeza é a maneira mais econômica para conseguir ter mais dinheiro e sair de uma emergência, porém não é a mais rápida e fácil. O que você pode fazer para acelerar as coisas é vender coisas da sua casa que estão sem uso divulgando em sites de compra e venda ou anunciando para seus vizinhos.

Pode também trabalhar aos finais de semana e no contraturno do seu trabalho regular. Pode atuar com serviço e consultoria na área em que é especialista, pode dar aulas particulares, pode fazer algo que considere um hobbie. Opções são inúmeras, porém você vai ter que se dedicar bastante para conseguir divulgar seu novo trabalho, manter o antigo e ainda conseguir uma grana com ele.

Tipos de empréstimo

Esta é uma alternativa interessante, mas fica melhor se você der um bem como garantia. Penhor de joias, canetas e relógios de valor, diamantes e pratarias são algumas das coisas que os bancos aceitam. Você pega um valor de empréstimo e deixa seu bem como garantia. Quando finalizar o pagamento, receberá seus itens novamente.

Existem outras maneiras de baratear a dívida. Refinanciar seu carro é uma delas e também pegar um consignado. A primeira maneira é muito parecida com o penhor, só que aqui você irá deixar seu carro como garantia e pagará mensalmente como se fossem prestações de um financiamento normal de carro.

O consignado também é uma maneira interessante para quem tem uma renda fixa garantida e que possa comprovar. Os juros do empréstimo são bem mais em conta e ele é descontado automaticamente da sua folha de pagamento mensal, ou seja, você não precisa se preocupar em pagar essa dívida durante o mês.

O melhor caminho

A escolha entre essas maneiras vai depender do valor da emergência, da garantia que você tem, do tempo que vai demorar e da sua urgência para resolver o problema. Se alguém da sua família precisar de uma cirurgia de apendicite, por exemplo, é urgente ao extremo, porém se um computador do seu trabalho estraga, por mais que o seu ganha-pão saia dele, se você tiver outro computador ou conseguir trabalhar de outra maneira, já não torna o problema tão urgente assim.

O que não fazer

As piores alternativas para recorrer em um momento de necessidade são: rotativo do cartão de crédito, empréstimo de balcão de banco e cheque especial. Todos esses contam com juros altíssimos e que se você não tiver um controle muito bom das suas finanças provavelmente entrará em uma grande bola de neve que apenas irá crescer rapidamente.

A melhor coisa é a prevenção. Claro que nem sempre isso é possível, mas é necessário lembrar que emergência não tem dia, hora para acontecer nem pessoa certa. Não existe melhor coisa do que, no meio do caos, você poder focar somente no problema principal e não ter que se desdobrar em problema + dinheiro + como vou pagar. Ninguém deseja estar em uma situação de apuro, porém, se isso ocorrer, você precisa estar preparado.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL