PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Descomplique

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Conheça 4 investimentos que dão uma renda regular para você

Ilton Rogerio/Getty Images/iStockphoto
Imagem: Ilton Rogerio/Getty Images/iStockphoto
Conteúdo exclusivo para assinantes
Júlia Mendonça

Júlia Mendonça é formada em comércio exterior pela Universidade Positivo. Atuou como planejadora financeira entre 2015 e 2018. Especialista em orientação e planejamento financeiro pessoal, é coach e consultora de finanças, pós-graduada em investimentos, finanças e banking. É influenciadora digital no nicho de finanças e investimentos em um dos maiores canais do assunto na área do Brasil.

01/11/2021 04h00

Viver dos investimentos é o objetivo de 99 entre 100 investidores. Geralmente entendemos que podemos ter essa vida quando o rendimento dos nossos investimentos é maior do que nossos gastos mensais.

Porém, uma coisa que não fica clara para a maioria dos investidores é como usufruir desse dinheiro. Será que é necessário sempre vender as ações ou existem outras maneiras mais fáceis para isso? Hoje vou mostrar 4 investimentos que pagam renda diretamente na sua conta da corretora sem que você tenha que fazer nada.

Tesouro IPCA+ com cupom semestral

Esse investimento é de renda fixa e faz parte do Tesouro Direto. O IPCA é a própria inflação, então, quando você compra esse título, está comprando um ativo que vai fazer seu dinheiro render sempre a inflação e um pouco mais acima dela.

O Tesouro IPCA+ paga a cada 6 meses os juros que o seu investimento rendeu durante aquele período. É como se fosse um salário que cai na sua conta da corretora semestralmente. O cuidado que você precisa ter com esse investimento é que a cada vez que receber esses ganhos, será descontado o imposto de renda dos lucros.

Esse é um bom investimento para quem já está mais tranquilo com as finanças, está aposentado ou precisa de uma renda maior a cada 6 meses. Se esse não é o seu caso, procure investir no Tesouro IPCA sem cupom semestral, pois desse jeito seu dinheiro irá crescer sem ter essas retiradas e sem os descontos de imposto de renda.

Tesouro Prefixado com cupom semestral

Da mesma forma que o Tesouro IPCA paga os juros a cada 6 meses, o Tesouro Prefixado também faz isso. A diferença desses investimentos é que, como explicado anteriormente, o IPCA rende a inflação e o prefixado é uma taxa fixa que não depende de nenhum índice como inflação ou Selic.

Como o próprio nome diz, a taxa é preestabelecida, dessa forma você já sabe desde o começo o quanto o seu investimento vai render do começo até o vencimento dele. Da mesma forma, o que render semestralmente será pago na sua conta da corretora e também sofre com a incidência do imposto de renda a cada retirada. As ressalvas são as mesmas do Tesouro IPCA.

Aluguéis dos fundos imobiliários

Os FIIs nada mais são do que um grupo de pessoas que colocam dinheiro no fundo para comprar os melhores imóveis do Brasil com os melhores inquilinos também. Os imóveis que estão dentro do fundo são shopping centers, hospitais, escritórios, prédios comerciais etc., ou seja, provavelmente sozinho você não conseguiria comprar todos esses imóveis.

Como todo aluguel, o inquilino que está alugando paga um valor mensal e nos fundos imobiliários não é nada diferente disso. Todos os meses, assim que os inquilinos efetuarem seus pagamentos, você, como parte do fundo, receberá o proporcional dos aluguéis nos quais investiu. Você receberá esse valor direto na sua conta da corretora isento de qualquer tipo de desconto de imposto de renda.

Dividendos das ações

O intuito de qualquer empresa é o lucro, isso é um fato. O que acontece é que quanto mais cresce o lucro, maior o valor que poderá ser reinvestido na própria empresa e assim ela irá crescer cada vez mais.

Com os lucros aumentando, mais você, acionista ou sócio da empresa, ganha mais também. Os lucros são distribuídos proporcionalmente com o que você tem investido na empresa. Do mesmo jeito que os FIIs, as ações caem direto na sua conta da corretora e também são isentos de desconto de imposto de renda.

As empresas têm autonomia de escolherem quando irão pagar esses dividendos. Existem empresas que pagam todos os meses, outras pagam a cada 3, 6 ou até 12 meses. Claro, só espere que apenas empresas com lucro irão pagar dividendos, pois se têm prejuízo, não têm o que compartilhar.

Você já tem algum desses investimentos? Está na hora de pensar em aumentar seus ganhos mensais com os seus investimentos.

PUBLICIDADE

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL