PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Econoweek

Conheça os 4 sinais de que você é bem-sucedido

Conteúdo exclusivo para assinantes
César Esperandio

César Esperandio

César Esperandio é economista com ênfase em planejamento financeiro, com larga experiência no mercado financeiro. Já atuou em setores macroeconômicos de bancos e consultorias, além de ter passado por empresa de pesquisas de mercado. Hoje se dedica exclusivamente ao Econoweek, com foco em investimentos.

18/12/2020 04h00

É comum nos cobrarmos por mais resultados e mais sucesso. Comumente, nos esquecemos de o que já conquistamos e, mais ainda, como podemos ser privilegiados.

No vídeo acima, fizemos algumas reflexões sobre os quatro sinais que podem indicar que você já é bem-sucedido e tem tudo para atingir seus sonhos e objetivos.

Vamos a esses indicadores, começando do fim para o começo já que o primeiro sinal vai te deixar de queixo caído.

Quais desses você tem?

4. Você tem um teto sobre sua cabeça?

Segundo estudo do WRI Ross, 1,2 bilhão de pessoas vivem sem acesso à habitação de qualidade nas cidades.

Isso significa que essas pessoas não têm moradias seguras o suficiente para poderem dormir tranquilas. Ou sequer têm casas.

Esse número pode aumentar para 1,6 bilhão de pessoas de uma população global estimada em 8 bilhões de cidadãos.

Se você tem um teto seguro já é bastante privilegiado.

3. Você se alimentou hoje?

De acordo com dados da Unicef, cada vez mais pessoas passam fome.

O relatório O Estado da Insegurança Alimentar e Nutricional no Mundo estima que quase 690 milhões de pessoas passaram fome em 2019.

Isso quer dizer que aproximadamente uma a cada dez pessoas não se alimentará hoje e não tem certeza de quando será sua próxima refeição.

Duro, não?

2. Há alguém que se importa com você?

Há inúmeras crianças sem pais no mundo.

Segundo informações da WRI Brasil, "guerra, fome, doença ou pobreza são algumas das causas de haver cerca de 153 milhões de orfãos no planeta".

1. Você tem acesso à água potável?

Há 2,1 bilhões de pessoas sem acesso à água potável sendo que mais que o dobro desse número sequer tem acesso ao saneamento básico, como coleta e tratamento de esgoto.

Os dados são da Unicef.

O que é ser rico no Brasil?

O Brasil está entre os países mais desiguais do mundo.

De acordo com o IBGE, metade dos brasileiros vive com uma renda média equivalente a R$ 850 por mês, sendo que os 5% mais pobres (ou um a cada 20) sobrevivem com apenas R$ 165 em média.

A renda média do brasileiro é pouco superior a R$ 2.000 mensais. Mas esse número leva em consideração inclusive o 1% mais bem pago do país.

Nós já fizemos um teste para descobrir se você pertence à classe A, B ou C. Onde você está?

Moral da história

Não é incomum nos comparamos muito com o outro e nos cobrarmos muito, sem perceber tudo o que já conquistamos e a vantagem que temos para seguir em frente.

É importante pararmos de vez em quando para fazer uma reflexão de onde estávamos há alguns anos e onde chegamos. Esse pode ser um ótimo exercício para parar de nos cobrarmos tanto.

Por fim, vale a pena ajudarmos o próximo sempre que for possível. Muita gente não tem as mesmas condições para chegar mais longe.

E a ajuda não é apenas financeira: é dar oportunidades, ser mais empático, se colocando mais no lugar do outro.

No vídeo acima fizemos uma discussão mais aprofundada sobre esse tema com os seguidores do Econoweek no YouTube.

Qual é sua opinião sobre isso? Conte nos comentários ou fale com a gente pelo nosso canal do YouTube e Instagram.

PUBLICIDADE