PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Econoweek

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Tesouro Direto fora do ar várias vezes! Entenda o caso do Tesouro suspenso

Conteúdo exclusivo para assinantes
César Esperandio

César Esperandio

César Esperandio é economista com ênfase em planejamento financeiro, com larga experiência no mercado financeiro. Já atuou em setores macroeconômicos de bancos e consultorias, além de ter passado por empresa de pesquisas de mercado. Hoje se dedica exclusivamente ao Econoweek, com foco em investimentos.

19/11/2021 04h00

Está acontecendo algo muito estranho para quem investe no Tesouro Direto. Você tenta investir, mas o Tesouro Direto está suspenso!

Agora, vamos explicar tudo sobre o estranho caso do Tesouro Direto fora do ar.

Por que o Tesouro Direto não está funcionando?

Segundo o próprio Tesouro Direto, ele mesmo suspende a operação do site e impede que você possa fazer novos investimentos, bem como solicitar resgates por um curto período para garantir que os preços e as taxas de rentabilidades não sejam firmados em valores muito diferentes daqueles praticados no mercado secundário, lá dos bancões e dos grandes investidores, que mudam a todo segundo.

No mercado secundário, as taxas mudam literalmente a todo instante, exatamente como acontece com as ações e outros investimentos da Bolsa.

As taxas do Tesouro Direto se baseiam exatamente nas negociadas nesse mercado secundário e são atualizadas três vezes ao dia:

  • às 9h30, quando o Tesouro Direto abre;
  • ao meio-dia;
  • depois às 15h30.

Ou seja, quando existe forte volatilidade no mercado, levando a uma alta ou queda brusca nas taxas dos investimentos do Tesouro lá no mercado secundário, fazendo com que elas fiquem muito diferentes das normalmente praticadas, as negociações são suspensas para garantir que nenhum investidor faça uma compra ou venda a um preço que poderia mudar muito logo em seguida e ele possa se arrepender ou ficar com um prejuízo.

Lembra-se do circuit-breaker das Bolsas? Quando há uma queda muito forte, repentina e generalizada das ações, as Bolsas interrompem as negociações inicialmente por alguns minutos e ninguém consegue mais comprar nem vender nada até se acalmarem os ânimos, evitando que os investidores entrem em um looping desenfreado de prejuízos.

Muitas vezes, os investidores se desesperam por causa de alguma notícia ruim e saem vendendo desesperadamente e, no final das contas, pode ser algo não tão sério, mas como não tiveram tempo de verificar isso, acabam tomando um enorme prejuízo.

É para isso que o circuit-breaker existe: para dar uma pausa de respiro, a fim de acalmar os ânimos, averiguar os fatos e depois disso tomar a melhor decisão dos investimentos, com a cabeça no lugar.

No Tesouro Direto acontece algo parecido. A intenção de suspender as negociações do Tesouro é fazer com que os preços e taxas se alinhem e, normalmente, essas paralisações duram no máximo algumas horas, mas em seguida voltam ao normal.

Investir no Tesouro Direto ainda é seguro?

Sim! Apesar de ultimamente o Tesouro Direto ficar suspenso várias vezes por semana e até várias vezes por dia, continua sendo a aplicação mais segura do Brasil.

Nunca houve nenhum calote em toda a história do Tesouro e mesmo que as taxas estejam subindo por causa da maior percepção de risco de se investir por aqui, todos os investimentos ficam mais arriscados de uma vez.

Mesmo os CDBs e outras aplicações protegidas pelo FGC ficam um pouco mais arriscadas, mas os investimentos do Tesouro continuarão sendo a opção mais segura.

Apesar de ser ruim ver o Tesouro Direto suspenso toda hora, isso só está acontecendo porque as taxas de juros estão subindo muito!

Essa é uma boa oportunidade para quem tem dinheiro para investir!

Vale a pena investir no Tesouro Prefixado?

Já reparou que há vários tipos de aplicações diferentes do Tesouro Prefixado? Você sabe as diferenças entre elas e qual é melhor para você? Foi justamente isso que explicamos na aula abaixo, que faz parte do curso Mapa do Tesouro Direto, que vai te deixar expert nesse tipo de aplicação.

É de graça! Faça parte da comunidade Econoweek nas nossas redes sociais (Instagram ou YouTube) para acompanhar mais dicas de inteligência financeira como essa.

PUBLICIDADE