Bolsas

Câmbio

Bolsa sobe 2,69% e tem maior alta em mais de um mês; Embraer é única a cair

Do UOL, em São Paulo

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta quarta-feira (8) em alta de 2,69%, a 74.363,13 pontos. É o maior ganho percentual diário em mais de um mês: em 3 de outubro, a Bolsa subiu 3,23%.

Na véspera, a Bolsa caiu 2,55%, na maior queda percentual diária desde 18 de maio (-8,8%).

Das 59 ações listadas no índice, apenas a Embraer fechou em baixa (-0,98%). Foi noticiado nesta quarta-feira que um dos protótipos do cargueiro militar KC-390 teve uma queda brusca acima do normal durante testes no interior de São Paulo, o que quase resultou num acidente.

Entre os destaques positivos, os papéis do Banco do Brasil dispararam 5,24%, os do Bradesco subiram 3,63% e os do Itaú Unibanco tiveram alta de 3,65%.

As ações da Petrobras (+2,73%) e da mineradora Vale (+1,25%) também tiveram ganhos. Essas empresas têm grande peso sobre o Ibovespa.

Investidores estavam mais otimistas após o presidente Michel Temer demonstrar que está empenhado na aprovação da reforma da Previdência. Apesar disso, o mercado ainda considera difícil que a proposta seja votada este ano no Congresso.

O movimento veio após Temer ter admitido, na noite de segunda-feira (6), que a reforma da Previdência poderia não ser aprovada. A proposta é considerada essencial para colocar as contas públicas do país em ordem.

Dólar cai 0,4%, a R$ 3,264

dólar comercial fechou em queda de 0,4%, cotado a R$ 3,264 na venda. Na véspera, a moeda norte-americana havia subido 0,55%.

(Com Reuters) 

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos