PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Cotações

Dólar fecha em baixa pela 5ª semana seguida e vale R$ 3,715; Bolsa sobe

Do UOL, em São Paulo

19/10/2018 17h08Atualizada em 19/10/2018 17h35

dólar comercial fechou esta sexta-feira (19) em queda de 0,28%, cotado a R$ 3,715 na venda. Com isso, a moeda termina a semana com desvalorização acumulada de 1,7%, na quinta baixa semanal seguida. 

Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou em alta de 0,44%, a 84.219,74 pontos. Na semana, acumulou ganho de 1,57%, a terceira valorização semanal consecutiva.

Na véspera, o dólar subiu 1,16%, e a Bolsa caiu 2,24%.

O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial. Para turistas, o valor sempre é maior.

Leia também:

Petrobras, BB e Bradesco sobem

Entre os destaques da Bolsa, as ações da Petrobras (+1,01%), do Banco do Brasil (+0,84%) e do Bradesco (+0,34%) fecharam em alta, enquanto as da mineradora Vale (+0,05%) ficaram praticamente estáveis. Por outro lado, os papéis do Itaú Unibanco (-0,1%) tiveram queda. Essas empresas têm grande peso sobre o Ibovespa.

Fora do Ibovespa, as ações da elétrica Cesp dispararam 16,12% nesta sessão. A estatal paulista foi arrematada em leilão pelo Consórcio São Paulo Energia, formado pela Votorantim Energia e o fundo de pensão canadense CPPIB, por R$ 1,699 bilhão.

Eleições no Brasil

Investidores continuam acompanhando o cenário eleitoral brasileiro. Pesquisa Datafolha divulgada na noite de quinta (18) mostrou que o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) tem 59% dos votos válidos, contra 41% do petista Fernando Haddad.

Resultados de pesquisas, notícias sobre candidatos e boatos deixam o mercado financeiro agitado, favorecendo a especulação na Bolsa de Valores e no câmbio.

O mercado considera que Bolsonaro faria um governo mais comprometido com reformas econômicas e com o controle de gastos, devido, principalmente, ao perfil liberal de seu principal assessor econômico, Paulo Guedes.

Atuação do BC

O Banco Central ofertou e vendeu integralmente nesta sessão 7.700 swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares. Desta forma, rolou US$ 5,390 bilhões do total de US$ 8,027 bilhões que vence em novembro. Se mantiver essa oferta diária e vendê-la até o final do mês, terá feito a rolagem integral.

(Com Reuters)

Cotações