IPCA
0,1 Out.2019
Topo

Cotações


Dólar cai 0,70% e fecha a R$ 3,894 com dado fraco nos EUA; Bolsa sobe 0,38%

Do UOL, em São Paulo

27/12/2018 17h08Atualizada em 27/12/2018 18h27

O dólar comercial seguiu o comportamento da moeda norte-americana no exterior e fechou esta quinta-feira (27) em baixa de 0,70%, cotado a R$ 3,894 na venda, em uma sessão de poucos negócios por causa das festas de fim de ano. 

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou em alta de 0,38%, aos 85.460,20 pontos. O volume financeiro somou R$ 9,7 bilhões e ficou abaixo da média, indicando que muitos investidores estão ausentes do mercado neste fim de ano.

Na quarta-feira (26), o dólar havia subido 0,64% e a Bolsa recuado 0,65%. Na segunda-feira (24) e na terça (25), os mercados ficaram fechados por causa do feriado de Natal.

O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial. Para turistas, o valor sempre é maior.

Confiança em queda nos EUA

No exterior, dados fracos sobre a economia dos Estados Unidos colaboraram para a fraqueza do dólar perante outras moedas.

O índice de confiança do consumidor norte-americano atingiu em dezembro o menor nível desde julho, o que pode ser um indício de que a economia dos EUA está começando a perder fôlego, em parte por conta da guerra comercial com a China.

Governo Central

No Brasil, os investidores avaliaram os números do governo central, formado por Tesouro Nacional, Banco Central e Previdência Social, que teve déficit primário de R$ 16,206 bilhões em novembro, revertendo o superávit de R$ 1,261 bilhão apurado um ano antes.

Apesar do dado negativo no mês, o governo deve cumprir com folga a meta de 2018, fixada em um déficit primário de R$ 159 bilhões. De janeiro a novembro, o déficit somou R$ 88,473 bilhões, recuo de 17,9%, já descontada a inflação, sobre igual período do ano passado. Em 12 meses, o saldo negativo foi de R$ 111,0 bilhões.

Atuação do BC

O Banco Central brasileiro vendeu US$ 1 bilhão com compromisso de recompra, no sétimo leilão em dezembro para aumentar a oferta de dólar no mercado em um momento de tradicional saída de recursos do país. Ao todo, o BC ofereceu US$ 8 bilhões em leilões do tipo neste mês.

O BC também anunciou que pretende fazer a rolagem integral do vencimento de US$ 10,373 bilhões em swap cambial tradicional --operação equivalente à venda futura de dólares -- de janeiro. A rolagem começará na próxima quarta-feira (2) com oferta de até 13,4 mil contratos.

Eletrobras em alta

As ações ordinárias (ON) da Eletrobras subiram 6,74% e ficaram entre as maiores altas do dia, depois que a estatal confirmou a realização do leilão da distribuidora Ceal, de Alagoas, nesta sexta-feira (28). 

Última das seis distribuidoras da Eletrobras a ser leiloada, a Ceal é considerada a de maior atratividade. Porém, a venda da companhia atrasou devido a uma liminar concedida pelo ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), em junho.

A decisão, tomada no contexto de uma disputa entre a União e o Estado de Alagoas, impediu o andamento da operação até o fim de novembro, quando o próprio Lewandowski derrubou a liminar.

(Com Reuters)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Cotações