IPCA
0,83 Abr.2024
Topo

Após dados de inflação nos EUA, dólar sobe 1,23%, a R$ 5,199; Bolsa cai

Dado Ruvic/Reuters
Imagem: Dado Ruvic/Reuters

Do UOL*, em São Paulo

24/02/2023 17h23Atualizada em 24/02/2023 18h19

O dólar fechou hoje a R$ 5,199, em alta de 1,23%. Na semana, mais curta por conta do Carnaval, a moeda estrangeira teve ganho de 0,72%.

O Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores brasileira (B3), que reúne as empresas mais negociadas, encerrou com queda de 1,67%, 105.798,43 aos pontos.

A sessão de hoje foi pautada pelo aumento, não antecipado por economistas, nos gastos do consumidor e na inflação dos Estados Unidos em janeiro. Os dados corroboram com temores de que o Federal Reserve, o Banco Central dos Estados Unidos, manterá sua postura agressiva na política monetária por mais tempo.

Quanto mais sobe a taxa básica do Fed, mais o dólar tende a se beneficiar globalmente, conforme investidores redirecionam recursos para o mercado de renda fixa norte-americano.

  • O índice de preços de despesas de consumo pessoal (PCE), o indicador de inflação preferido do Fed, subiu 0,6% no mês passado, após alta de 0,2% em dezembro. Nos 12 meses até janeiro, o índice acelerou 5,4%, após alta de 5,3% em dezembro.
  • Os gastos do consumidor, que representam mais de dois terços da atividade econômica dos EUA, aumentaram 1,8% no mês passado, informou o Departamento de Comércio. Economistas consultados pela Reuters previam crescimento de 1,3%.

Arthur Mota, da equipe de estratégia e macro do BTG Pactual, disse que a leitura do PCE, combinada aos dados mais fortes de consumo, geram um "cenário difícil para o Fed", que está há quase um ano elevando os custos dos empréstimos para tentar frear a economia e o ritmo de alta dos preços, ainda sem sucesso claro.

(Com Reuters)