IPCA
0,83 Abr.2024
Topo

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Bloco do investidor: Qual dos 8 foliões de Carnaval você é ao investir?

iStock
Imagem: iStock

Antônio Sanches, analista da Rico

18/02/2023 04h00

"Ô investidor, por que estás tão triste? Mas o que foi que te aconteceu? Foi o ativo que oscilou de preço, deu duas subidas e depois caiu." O Carnaval chegou junto com a folia. Como seriam nossas oito políticas de investimento se fossem foliões de Carnaval?

Chegou o Carnaval e, em algumas cidades, os blocos já tomam as ruas aos finais de semana desde janeiro. Seja ao fechar sua agenda de folia ou no momento de investir, é importante saber qual é seu perfil.

Mas, nos quatro dias mais animados do ano, é possível que alguém que se considere conservador vista uma fantasia e se aventure pelas ruas jogando confete em quem passar. Basta apenas ser a escolha daquele momento, que faça sentido para sua vida.

No momento de investir, é exatamente assim que funciona quando falamos em políticas de investimento. Os perfis foram criados para dar segurança e parâmetros para aqueles que começavam a investir, dividindo-se entre conservador, moderado e agressivo.

Contudo, assim como na vida há momentos para correr maiores riscos ou não, na hora de investir se ater apenas ao perfil pode ser uma limitação, inclusive para acessar ativos.

Para resolver essa questão, foram criadas as políticas de investimento, que se dividem em oito itens, como uma subdivisão dos perfis. Assim, o perfil conservador se conecta à política precavida. O perfil moderado, por sua vez, se divide em cauteloso, defensivo e estrategista. Já o perfil agressivo abarca as políticas energética, destemida e ultra.

Você pode ter acesso a seu perfil de investimentos e à sua política ao responder o questionário que há nos bancos e corretoras, assim como entender a pontuação de risco de sua carteira.

Agora, se cada um tem sua forma e seu momento para investir, os foliões também têm sua maneira de festejar. Tanto considerando o perfil como também a sua política.

Folião conservador

Política precavida

O folião conservador, assim como os outros, busca se divertir, mas evitando o prejuízo. Para isso, verifica a previsão do tempo várias vezes antes de sair de casa, para não correr o risco de ter sua diversão interrompida por uma chuva de verão inesperada.

Com a política de investimento precavida, que até esse momento nunca tinha curtido um Carnaval de rua, aprender e tomar cuidados é essencial. No mundo dos investimentos, esse perfil diz respeito a um investidor que começou a investir agora e pretende ampliar seus horizontes, mas visando o curto prazo.

É o folião que escolhe com calma um bloco da renda fixa em uma região bem conhecida, com o grupo de amigos de sempre. Na pontuação de perfil, temos um limite de cinco pontos em risco. Já no Carnaval, aproveitar um bloco só já está de bom tamanho.

Folião moderado

Já o folião moderado, por essência, é aquele que sabe dosar entre correr riscos e ter ganhos. Como não tem expectativa de se divertir muito só no primeiro dia de festa, ele sabe que pode escolher alocar sua energia em vários blocos ao longo de todo o Carnaval. Ainda não é um profundo conhecedor da agenda da cidade, mas sabe que pode fazer melhor do que ficar em casa curtindo pela televisão.

Política cautelosa - Ô balancê, quero investir com você

Na sua versão da política cautelosa, esse folião pretende um pouco mais de emoção que o precavido, mas nem por isso compra bebida de qualquer um. Sua fantasia? Uma roupa normal, mas um adereço a mais na cabeça, para entrar no clima e ampliar seus ganhos. Nessa política, o máximo de risco tolerado são dez pontos.

Política defensiva - Ei, você aí, me dá um ativo real aí

O defensivo, por sua vez, só não quer ter problema. Se parecer que tem briga perto dele no bloco, ele simplesmente sai e procura da primeira calçada. Esse investidor já sai de casa com capa de chuva, não disposto entrar na chuva e se molhar.

Sem exagerar nem na bebida nem no risco, ele visa o longo prazo. No Carnaval, isso significa curtir sem (muita) ressaca até chegar a quarta-feira de cinzas. No investir, é não ultrapassar 15 pontos em risco.

Política estrategista - Carteira maravilhosa, cheia de ativos mil

O folião estrategista tem um plano feito para cada dia. Com a folia cuidadosamente mapeada, ele já sabe em que estação de metrô descer, como encontrar cada um do grupo e já se antecipa levando uma garrafa de água. Protetor solar? Ele trouxe.

Além disso, ele abusa da diversificação para garantir um portfólio de Carnaval bem equilibrado. Um dia no bloco muito agitado, o outro dia virar a madrugada para assistir aos desfiles e, no sábado, quem sabe até descansar em casa? Ele sabe que virão outros Carnavais e quer criar memórias no longo prazo, com até 20 pontos de risco na carteira.

Política visionária - O que que a carteira tem?

Para aqueles que se enquadram na política visionária, a graça é pesquisar e achar quais são os bloquinhos mais escondidos, que ainda não ganharam as multidões. O objetivo desse folião é saber que, ano que vem, todo mundo procurará esse bloco que o visionário encontrou antes.

Ele é folião de outros Carnavais e visa os próximos, por isso. Seu faro para bons blocos e bons ativos vem do conhecimento construído e seu foco é resgatar em cinco anos, com até 25 pontos de risco.

Folião agressivo

Ele quer faturar alto e não vê problema em esperar. Sem medo de ser feliz, o folião agressivo marca o máximo de blocos com diversos grupos de amigos já em janeiro. Afinal, é grande sua vontade de conseguir bater suas metas de diversão e de patrimônio também. Corre o risco de ter prejuízo e não aguentar nem sair de casa quando o Carnaval de fato chegar? Corre. Mas, com ele, o tudo ou nada não é fantasia.

Política energética - Olha a carteira do Zezé, será que ele é? Será que ele é energético?

O que vale, para esse investidor, é lidar com a incerteza e a adrenalina para ter um bom retorno no longo prazo. O folião energético não sossega e nem precisa. Ele já conhece bem o Carnaval da cidade e marca vários blocos, até mesmo no mesmo horário, com vários amigos diferentes.

Por ser um folião experiente, tem acesso às melhores festas, blocos e desfiles e sabe dosar sua carteira, dentro dos 30 pontos de risco esperados para essa política.

Política destemida - Doutor, eu não me engano, eu não resgato nada esse ano

Como pretende aproveitar cada dia desde antes do Carnaval sequer começar, tem seus prejuízos diluídos pelo tempo. Assim como tem dias para se recuperar de uma possível ressaca antes do próximo bloco, também pode contar com o tempo para minimizar prejuízos.

Sua política permite até 50 pontos de risco, considerando que seu horizonte é de oito anos ou mais. Em termos carnavalescos, podemos considerar que curte a folia desde o começo do ano até quase a Páscoa.

Política ultra - Allah-la-ôôô, mas que calor ôô

Esse folião e investidor não tem medo de passar calor. Seja no bloco ou no mercado, sua rotina é cheia de oscilações. Essa pessoa não se importa de "queimar a cara" em um dia, pois seus conhecimentos técnicos permitem viver os altos e baixos do mercado. Tem tantas fantasias no armário quanto métodos para investir.

Como canta o Los Hermanos no álbum "Bloco do Eu-Sozinho", todo Carnaval tem seu fim. Mas, na hora de investir, seguir seu perfil e acompanhar de perto as indicações para sua política de investimento garantem a longevidade da sua vida de investimentos.

Após os dias de folia, muitos ainda passam meses encontrando dividendos em forma de glitter em suas roupas. E as boas memórias permanecem, assim como um patrimônio bem investido e consolidado.

Este material não é um relatório de análise, recomendação de investimento ou oferta de valor mobiliário. Este conteúdo é de responsabilidade do corpo jornalístico do UOL Economia, que possui liberdade editorial. Quaisquer opiniões de especialistas credenciados eventualmente utilizadas como amparo à matéria refletem exclusivamente as opiniões pessoais desses especialistas e foram elaboradas de forma independente do Universo Online S.A.. Este material tem objetivo informativo e não tem a finalidade de assegurar a existência de garantia de resultados futuros ou a isenção de riscos. Os produtos de investimentos mencionados podem não ser adequados para todos os perfis de investidores, sendo importante o preenchimento do questionário de suitability para identificação de produtos adequados ao seu perfil, bem como a consulta de especialistas de confiança antes de qualquer investimento. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura e não está isenta de tributação. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, a depender de condições de mercado, podendo resultar em perdas. O Universo Online S.A. se exime de toda e qualquer responsabilidade por eventuais prejuízos que venham a decorrer da utilização deste material.