PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Dona do Google, Petrobras e Cielo: ações para ficar de olho hoje

Petrobras: Os números modestos de produção e vendas da Petrobras (PETR3/PETR4) no primeiro trimestre de 2021 vieram modestos - Adriano Ishibashi/Framephoto/Estadão Conteúdo
Petrobras: Os números modestos de produção e vendas da Petrobras (PETR3/PETR4) no primeiro trimestre de 2021 vieram modestos Imagem: Adriano Ishibashi/Framephoto/Estadão Conteúdo
Conteúdo exclusivo para assinantes

Felipe Bevilacqua

28/04/2021 08h37

O Investigando o Mercado de hoje está agitado com resultados trimestrais divulgados no Brasil e o sprint final dos resultados nos EUA. Vamos analisar os resultados corporativos divulgados pela Cielo (CIEL3) e pela Alphabet, dona da Google (GOGL34), e os números de produção da Petrobras (PETR4).

O UOL Economia tem uma área exclusiva para quem quer investir seu dinheiro de maneira segura e lucrar mais do que com a poupança. Conheça!

Confira a seguir a análise de Felipe Bevilacqua, analista e sócio-fundador da casa de análise Levante Ideias de Investimento. Todos os dias, Bevilacqua traz notícias e análises de empresas de capital aberto para você tomar as melhores decisões de investimentos. Este conteúdo é exclusivo para os leitores de UOL Economia+. Conheça os recursos do serviço de orientação financeira UOL Economia+, para quem quer investir melhor.

Cielo: volume melhora, receita cai

Os resultados da Cielo (CIEL3) mostraram continuidade na retomada da companhia, com o segundo trimestre consecutivo de crescimento de lucro líquido. Apesar disso, os números vieram abaixo do esperado. O setor de pagamentos passa por um momento de redução das taxas praticadas. É uma tendência mundial, intensificada no Brasil pelo aumento de concorrência e maior digitalização do mercado.

Nesse cenário, a receita líquida da Cielo, de R$ 2,7 bilhões, apresentou queda anual de 6,6%, apesar da melhora do volume financeiro. O crescimento de operações se deu em modalidades com taxas menores, como o débito.

Os gastos totais (R$ 2,4 bilhões) tiveram queda anual de 6,9%. O número foi influenciado por efeitos não recorrentes, em especial na Cielo Brasil, onde os impactos chegaram a mais de R$ 300 milhões. O lucro líquido fechou em R$ 241,3 milhões no trimestre, crescimento de 44,7% em relação ao ano passado, influenciado por efeitos não recorrentes -entre eles R$ 76 milhões relacionados à cessão e atualização monetária da plataforma Elo, e R$ 46,2 milhões em reversão de provisões no projeto New Elo.

Apesar do segundo trimestre consecutivo de crescimento anual de lucro, os números da Cielo ficaram abaixo do esperado. Esperamos impacto negativo nas ações da companhia (CIEL3) no curto prazo.

Petrobras: Relatório de produção e vendas do primeiro trimestre

Os números modestos de produção e vendas da Petrobras (PETR3/PETR4) no primeiro trimestre de 2021 vieram modestos. A produção média de óleo, líquido de gás natural e gás natural da companhia subiu 3,1% na comparação com o trimestre anterior, registrando 2.765 milhares de barris de óleo equivalente por dia (Mbpd). O pré-sal, responsável por 69% da produção no trimestre, puxou esse dado com avanço de 7,0%.

Já o refino caiu 4,1%, contabilizando 1.821 Mbpd. Na comparação anual, a queda foi de 0,8%. As vendas recuaram 7,2%, com contração mais expressiva de 11,4% no item gasolina. Esses dados refletem impactos da sazonalidade e das medidas de restrição de circulação. O resultado fraco já era esperado e deve impactar pouco o preço das ações no curto prazo.

Alphabet: resultado do primeiro trimestre

A Alphabet (GOGL34), dona da Google, divulgou bons números, acima do esperado em termos de receita líquida e lucro por ação. A receita líquida no período foi de US$ 55,3 bilhões, aumento de 34% na comparação com o mesmo período do ano anterior (32% desconsiderando oscilações cambiais) e 7% acima das expectativas. O destaque foi a receita com YouTube, dentro do segmento de publicidade (49%), e do Google Cloud (45%).

O Custo de Aquisição de Tráfego, principal componente dos custos diretamente associados à receita de publicidade, caiu de 22,1% para 21,7%. A margem operacional saltou de 19% para 30% na comparação anual. O lucro por ação foi de US$ 26,29, bem acima do esperado (US$ 15,80). A geração de caixa livre (diferença entre o caixa gerado pelas operações e os investimentos em bens de capital) foi de US$ 13,3 bilhões. No primeiro trimestre do ano, a companhia recomprou US$ 11,4 bilhões em ações.

O vento segue favorável para o mercado de publicidade online, catapultado pelas medidas de isolamento social ainda praticadas em boa parte dos países no período.

Este material foi elaborado exclusivamente pela Levante Ideias e pelo estrategista-chefe e sócio-fundador Rafael Bevilacqua (sem qualquer participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco . Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.